dcsimg

A marca de uma lágrima, de Pedro Bandeira


Adaptação moderna na obra Cyrano de Bergerac, de Edmond Rostand, A marca de uma lágrima, de Pedro Bandeira, escrito em 1985, lembra os eternos desencontros amorosos. Discute também o amor idealizado, sonhado por Isabel, e que não passa de uma ilusão. E assim, entre lágrimas e dores de amor, Isabel finge para si mesma o amor que deveras sente. Como uma das características marcantes do estilo de Pedro Bandeira, um mistério permeia o livro: o assassinato de forma suspeita da diretora da escola.

Enredo

Isabel, uma jovem de 14 anos, inteligente e criativa, que se acha feia, se apaixona pelo belo primo Cristiano, que, por sua vez, é apaixonado por Rosana, sua melhor amiga, e é correspondido. Como seu amor não é correspondido, Isabel encontra um caminho para declarar-se a ele, escrevendo cartas de amor, que são assinadas pela amiga Rosana. Obcecada por este amor, nem se dá conta de Fernando, rapaz inteligente e sensível, que a ama e está sempre por perto como um bom amigo.

A morte da diretora da escola vem alterar a vida da protagonista e precipitar os acontecimentos. Isabel foi testemunha de uma cena muito suspeita e se sente ameaçada. A idéia da morte começa a tomar conta de seu cérebro, enquanto seu coração se despedaça pelo amor de Cristiano.

É no hospital que descobre seu verdadeiro amor por Fernando.

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: