dcsimg

Ocidentais, de Machado de Assis


Com a edição de Ocidentais, completa-se o ciclo dos quatro livros de poesia de Machado de Assis editados nestas páginas.

Diferentemente dos três outros, Falenas, Crisálidas e Americanas, o presente texto não teve publicação isolada, tendo surgido nas páginas finais da primeira edição das Poesias completas. Ao contrário dos livros anteriores, esta obra de Machado de Assis teve várias edições, tanto isoladamente quanto no corpus de suas obras completas, em vários momentos e em diversas casas editoras.

É em Ocidentais que encontramos três importantes contribuições de Machado de Assis, tradutor de poesias. Aqui está o famoso monólogo de Hamlet, o poema de Edgar Allan Poe, O Corvo e, não menos importante, a tradução do Canto XV, O Inferno, da Comédia, de Dante.

Sem dúvida, bastavam esses exercícios para que o autor de Dom Casmurro merecesse especial atenção do leitor, pelo cuidado e competência com que a sensibilidade do poeta captou o espírito de cada um daqueles textos clássicos.

Além disso, Machado de Assis exerce-se em uma diversidade de metros e transita por vários temas, em especial o poema" Suave mari magno", provavelmente motivado por uma situação pessoal. Também aqui o leitor poderá encontrar alguns de seus melhores sonetos.

Nesta edição, seguimos as lições da edição princeps, com a modernização da língua e atualização ortográfica.

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: