Classicismo

  • Data de publicação

O termo "clssico" sempre h de significar essencialmente harmonia, equilbrio e perfeio formal valores universais perenes.

Na primeira metade do sculo XVIII, no auge do Barroco, a obra de Johann Sebastian Bach se destaca como um marco importante na evoluo da esttica musical. Constitui a sntese perfeita das conquistas musicais anteriores - representadas especialmente no apogeu das formas polifnicas -, com as transformaes da linguagem musical que ocorreram no curso do sculo XVII, unificadas no processo harmnico cujos princpios bsicos Rameau formalizara no seu Tratado da Harmonia, de 1722.

Sob o ponto de vista do equilbrio e perfeio formal, a obra de Johann Sebastian Bach j corporifica os ideais clssicos, embora o seu estilo e linguagem representem um universo musical muito prprio, distanciando-se daquele que se vai revelar como caracterstico da segunda metade do sculo XVIII, com Franz Joseph Haydn (1732-1809), Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) e LudWig van Beethoven (1770-1827).

Podemos ainda observar que a forma fuga, de textura contrapontstica tonal, que Bach elevou sua mais perfeita expresso, foi anunciadora do formalismo com base na dialtica de tonalidades que se tornaria preocupao esttica dominante dos compositores do perodo clssico.

O perodo clssico musical se caracterizou pelo formalismo na busca da beleza universal, do equilbrio e da perfeio estrutural da obra. Estes ideais se concretizam na forma sonata (bitemtica e ternria), caracterstica do primeiro movimento do gnero sonata para instrumentos ou grupos de cmara, da sinfonia orquestral clssica e do concerto para solista e orquestra.

Conceito

Sonata o termo que designa, desde o sculo XVIII, uma composio instrumental para um ou mais instrumentos de forma ternria (exposio, desenvolvimento, reexposio), construda sobre dois temas e obedecendo a um plano que afirma o princpio da tonalidade.

Origens

Historicamente, a sonata procede do moteto e do madrigal italianos do fim do sculo XVI, quando essas obras, de destinao vocal, passaram a admitir o acompanhamento instrumental, o que depois foi expressamente previsto por autores como Andra Gabrieli e Giovanni Gabrieli.

Sculo XVII

Abrangendo diversos tipos de composio musical, a sonata, ainda se confunde com preldio, intrata, canzona, "sinfonia". Na Itlia, onde o termo mais empregado, designa uma pea para instrumentos de arco, ao contrrio da tradio que se firmou depois, de ligar-se tal denominao a uma obra para instrumento de teclado. Nesse perodo muito contriburam para o desenvolvimento da sonata na Itlia: Giovanni Bononcini (1642-1678); Giovani Batista Vitali; Arcngelo Corelli (1653-1713). Na Alemanha, Johann Froberger e na Inglaterra, Henry Purcell.

Estilos

Duas modalidades de sonata alcanaram grande projeo no sculo XVII: a sonata da cmera, constituda de danas (confundindo-se depois com a sute) e a sonata chiesa, de carter severo, comeando por um movimento lento e ostentando a predominncia do estilo imitativo (no raro incluindo uma fuga), mas ambas observando ainda a estrutura binria (A B), tpicas das danas da sute. Nessa forma, opera-se uma modificao progressiva da tonalidade, da tnica para tom vizinho (geralmente a dominante), at o meio da pea, e da at o fim - do tom vizinho para a tnica. O parentesco entre a sonata da cmera e a sute to acentuado que com freqncia a diferena ente elas consiste apenas na denominao das peas constitutivas: na sute conservam-se os nomes das danas (alemanda, sarabanda etc.), enquanto na sonata essas peas so designadas com as indicaes dos respectivos andamentos (allegro, adgio etc.).

Diferena entre sute e sonata

As sutes tm maior nmero de movimentos enquanto as sonatas se constituem comumente de quatro movimentos. Outra caracterstica da sonata alm da estrutura ternria que aps consumar-se a modificao tonal, da tnica para um tom vizinho ou deste para a tnica, o tema reapresentado, o que nunca ocorre com a sute.

A sonata monotemtica

com as obras de Corelli e Purcell, nos fins do sculo XVII, que se afirma a construo ternria. Mas um trao comum perdura na sute e na sonata: nutrem-se de um s tema, continuamente desenvolvido.

A sonata bitemtica

Presena de mais de um tema.

A sonata clssica

A sonata atinge, da segunda metade do sculo XVIII at a morte de Beethoven seu perodo de clssico esplendor, ao mesmo tempo que deixa de destinar-se exclusivamente aos instrumentos de arco e se instala, principalmente, no repertrio de cravo e posteriormente do piano. Seus mestres nesse perodo so Joseph Haydn, Mozart, Muzio Clementi e sobretudo Beethoven; este deu forma uma grandeza jamais atingida antes nem superada depois.

A partir da segunda metade do sculo XVIII, o termo sonata empregado nas duas acepes seguintes:

1) denominao de uma composio musical;

2) denominao de uma obra que abriga um ou mais trechos vazados nessa forma.

A forma sonata

Nessa acepo o termo se aplica a uma construo musical, que tanto pode ser integrante de uma sonata como de um trio, de um quarteto, quinteto, sinfonia, etc. Divide-se em trs sees: exposio, desenvolvimento e reexposio.

A sonata romntica

No Romantismo, a sonata no mereceu preocupaes formais. Os cultivadores da sonata, nesse perodo, mais se empenharam em infundir-lhe subjetivismo. Carl Maria von Weber (1785-1826) e Schubert (1797-1828) ainda se mantiveram fiis herdeiros de Beethoven, mas a partir de Schumann (1810-1856) e, sobretudo, na sonata em si menor de Liszt (1811-1886), a forma perde sua feio tradicional e tende a transformar-se numa obra de msica de programa, impregnada de sugestes poticas. O grande arteso romntico da sonata foi Johannes Brahms (1833-1897), que aliou a solidez da forma clssica os mpetos da fantasia do artista do sc. XIX. As sonatas de Schumann, Liszt e Chopin (1819-1849) so obras respectivas desse perodo de evoluo da forma.

A sonata contempornea

Forma fecunda, cujas possibilidades ainda no foram esgotadas, a sonata impe-se aos compositores contemporneos, entre os quais Bela Bartk (1881-1945), Stravinski (1882-1971), Serge Prolofieff (1891-1953), Henri Dutilleux (1916 - ) etc, renovando-se sempre ao influxo de novas concepes estticas, de que exemplo a Sonata para dois pianos e percusso de Batk.

>> Confira também em

Comentários

Siga-nos:

Confira no Passeiweb

  • O primeiro voo do Homem no espaço

    Em 12 de abril de 1961 o homem decolava, pela primeira vez, rumo ao espaço. Em 2011, no aniversário de 50 anos deste fato, ocorreram comemorações no mundo inteiro e, principalmente, na Rússia.
  • Tsunami

    Tsunami significa "onda gigante", em japonês. Os tsunamis são um tipo especial de onda oceânica, gerada por distúrbios sísmicos.
 

Instituições em Destaque

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo:
 
 
 
-

Notícias e Dicas - Vestibular

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas do Vestibular e dicas de estudo: