dcsimg

Carl Gustav Jung


Carl Gustav Jung, psicanalista suíço nascido em Kesswil, Suiça, em 26 de julho de 1875. É fundador da psicologia analítica, teoria contrária à tese freudiana de que todos os fenômenos inconscientes se explicam por influências e experiências infantis ligadas à libido. Dedicou sua vida a decifrar os mistérios que envolvem o inconsciente.

O pai, Paul Achilles Jung, era pastor da Igreja Reformada da Suíça. Seu avô paterno, do qual Jung recebeu o mesmo nome, segundo rumores que corriam na época, era filho ilegítimo do escritor Johann Wolfgang Goethe.

Carl Gustav Jung, ainda pequeno, mudou-se para a cidade da Basiléia, na época um dos maiores centros de cultura da Europa. Lá realizou seus primeiros estudos. Desistiu da carreira eclesiástica para estudar filosofia e medicina. Formou-se em medicina pela Universidade da Basiléia, no ano de 1900, iniciando a seguir sua vida profissional no hospital psiquiátrico Burgholzi, em Zurique. Dois anos depois casou-se com Emma Rauschenbach, com quem teria cinco filhos.

Segundo Nise da Silveira, "Jung era um homem alto, bem construído, robusto. Tinha um vivo sentimento da natureza. Amava todos os animais de sangue quente e sentia-se com eles ‘estreitamente afim’. Amava as escaladas das montanhas, porém preferia velejar sobre o lago de Zurique. Possuía seu barco próprio. Na mocidade passava às vezes vários dias velejando em companhia de amigos, que se revezavam no leme e na leitura em alta voz da Odisséia. Igualmente velejava sozinho e o fez até idade bastante avançada." (SILVEIRA, 1978: 16).

Interessado nos problemas de transtorno de conduta, seguiu os ensinamentos do neurologista e psicólogo francês Pierre Janet no hospital da Salpêtrière de Paris.

Voltando à Zurique, trabalhou com o psiquiatra suíço Eugen Bleuler, que se tornaria célebre pelos estudos da esquizofrenia. Iniciou contatos com Sigmund Freud (1907), com quem manteve estreita relação, tornando-se um dos seus primeiros seguidores. Discípulo predileto do mestre, tornou-se o primeiro presidente da Sociedade Psicanalítica Internacional.

A publicação de seu livro Wandlungen und Symbole der Libido (1912) significou o início de suas divergências com Freud, que culminariam com seu afastamento do movimento psicanalítico e criando um novo método na psicologia, a psicologia analítica, nome dado pelo próprio autor.

Depois de deixar a carreira universitária em 1913, na época da Primeira Guerra Mundial, Jung passou por um período de intensa solidão, depressão, crise interior e reflexão, embora, nessa época, aos 38 anos, já era um psiquiatra de renome na Europa e na América. Foi nesse período que elaborou os fundamentos de suas idéias sobre a alma humana.

Em Psychologische Typen (1920), discutiu o aparecimento de um dos dois tipos psicológicos fundamentais: a introversão ou a extroversão. Outras obras importantes foram Psychologie und Religion (1939) e Psychologie und Alchemie (1944). Também criou os conceitos de complexo e de inconsciente coletivo.

Jung faleceu em 6 de junho de 1961 em sua casa de Küsnacht, Suiça, aos 85 anos de idade, emtão reconhecido como um dos maiores pensadores do século XX.

Créditos: Carlos Fernandes, professor da Universidade Federal de Campina Grande |

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: