dcsimg

Matisse


Henri-Emile-Benoit Matisse nasceu em 31 de dezembro de 1869, em Le Cateau-Cambrésis, Norte da França. Os pais, Emile Matisse e Anna Gérard, possuíam uma loja de sementes e uma drogaria em Bohain-en-Vermandois.

Estudou Direito em Paris, atendendo ao desejo de seus pais. Contudo, freqüentando mais o Louvre que a universidade, passou a se dedicar à pintura. Cursou a Academia Julian e freqüentou o ateliê de Gustave Moreau, na Escola de Belas Artes - que não chegou a cursar por ter sido reprovado no exame de admissão.

Em 1905, no Salão de Outono, expôs sua obra, que deu origem ao fauvismo.

Em 1908, publica seu manifesto estético, em que dizia: “Sonho com uma arte equilibrada, pura, tranqüila, afastada de temas que perturbem ou preocupem.”

Em 1941, após uma nova cirurgia e por estar impossibilitado de pintar, utilizou-se da técnica cubista de collage.

Sua última obra foi a decoração da Capela do Rosário, em Vence, na Riviera Francesa.

Dois meses antes de completar 85 anos, morreu em Nice, em 1954.

Grande animador do Fauvismo, pintor-referência da arte do século XX, Henri Matisse representou a natureza como o deslocamento do mundo das aparências para o mundo da imaginação e sua dinâmica.

Dirigiu, de forma diferente, sempre o esforço de sua arte, não só na aplicação de cores intensas e puras, como também na afirmação de uma arte nova da pintura constituída de cor, ritmo e linhas essenciais sem transição - envolvendo o branco da tela como composição em espaços luminosos, tecidos por cores em sistemas de relações - oposições-exaltações - que constróem ambientes e figuras - sincopadas - com manchas ou linhas ora retas, ora em arabescos. Matisse propôs em seu longo itinerário um projeto de arte lúcido e apaixonado.

Conheça as obras do artista

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: