dcsimg

Frei José de Santa Rita Durão


Frei de Santa Rita Durão

Frei José de Santa Rita Durão nasceu em Cata Preta, atual Santa Rita Durão, em Minas Gerais, em 1722. Iniciou seus estudos no Colégio dos Jesuítas, transferindo-se, aos nove anos de idade, para Portugal. Poucos anos depois ingressou na Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho em 1737, em Lisboa e no ano seguinte, foi ordenado no Convento da Graça. Entre 1738 e 1745, aproximadamente, fez o curso de Filosofia e Teologia na Universidade de Coimbra (Portugal). Recebeu ordenação como presbítero em 1745. Em 1756 tornou-se doutor em Teologia pela Universidade de Coimbra.

Foi professor de Teologia em Braga e na Universidade de Coimbra do Colégio de Santo Agostinho, além de sócio da Academia Litúrgica Pontifícia. Em 1759 foi nomeado professor de Filosofia e Matemática em Leiria (Portugal), não assumindo o cargo por não ser liberado por seu superior, o bispo D. João. Entre 1764 e 1773 foi bibliotecário na Livraria (antiga denominação para biblioteca) Pública Lancisiana, em Roma (Itália). Por desavenças no meio religioso, fugiu para a Itália. Retornou a Portugal, após a queda Pombalina, onde assumiu a cátedra de Teologia na Universidade de Coimbra e iniciou a elaboração de Caramuru. Em 1781 ocorreu a publicação de seu poema épico Caramuru, em Lisboa. Santa Rita Durão conquistou seu lugar na história da literatura brasileira com o poema árcade Caramuru. Segundo o crítico Antonio Candido, "a obra de Durão pode ser vista tanto como expressão do triunfo português na América quanto das posições particularistas dos americanos; e serviria, em princípio, seja para simbolizar a lusitanização do país, seja para acentuar o nativismo."

Faleceu em Lisboa, Portugal, em 24 de janeiro de 1784.

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: