dcsimg

Dilatação térmica: 5. Dilatação volumétrica

Prof. Ivan de Abreu Magalhães

É aquela em que predomina a variação em três dimensões, ou seja, a variação do volume do corpo.

Para estudarmos este tipo de dilatação podemos imaginar um cubo metálico de volume inicial V0 e temperatura inicial θ0. Se o aquecermos até a temperatura final, seu volume passará a ter um valor final igual a V.

A dilatação volumétrica ocorreu de forma análoga ao da dilatação linear; portanto podemos obter as seguintes equações:

ΔV = V – V0
ΔV = V0 . γ . Δθ
V = V0 (1 + γ . Δθ)
Onde:
V = volume final
V0 = volume inicial
Δθ = θ – θ0 = variação da temperatura
γ = 3α = coeficiente de dilatação volumétrico

Obs:

Todos os coeficientes de dilatação, sejam α, β ou γ, têm como unidade: (temperatura)-1 ºC-1


>> AINDA SOBRE Dilatação térmica

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: