dcsimg

Pernambuco: 1. Introdução

Equipe Passeiweb

A história do povoamento do Estado começou quando o Brasil foi dividido em capitanias hereditárias (1534) e o território onde hoje está Pernambuco foi doado a Duarte Coelho. Inicialmente, a capitania se chamou Nova Lusitânia e, em seguida, ganhou o nome indígena de pernambuco, que significa "mar furado".

Duarte Coelho fundou, em 1537, as vilas de Olinda (capital administrativa) e de Igarassu, os dois pontos de onde partiram as expedições para desbravar o interior. Tem início a cultura da cana-de-açúcar e de algodão e as riquezas geradas despertam a cobiça dos europeus.

Em 1630, a capitania é invadida pelos holandeses que só seriam expulsos em 1654. Os anos de guerra para expulsão dos holandeses e conflitos internos abalaram a economia da capitania e, com o crescimento de outras regiões da Colônia (ressalte-se a descoberta de ouro em Minas Gerais), Pernambuco perdeu seu poder econômico.

Durante o governo holandês de Maurício de Nassau, Pernambuco elegeu a primeira Assembléia Legislativa da América do Sul. No Brasil Colônia, eclodiram no Estado várias revoltas separatistas. E, no Império, Pernambuco lutou por idéiais republicanos. Principais rebeliões: Revolta Pernambucana de 1817, Confederação do Equador, Revolta Praieira.

Em julho de 1930, João Pessoa (que era candidato a vice-presidente da República na chapa de Getúlio Vargas) foi assassinado no centro do Recife, episódio que daria início à Revolução de 1930. Pernambuco é o segundo maior polo industrial do Nordeste, perdendo apenas para a Bahia.

Bandeira

A bandeira de Pernambuco foi idealizada durante o movimento revolucionário conhecido como Revolução Pernambucana de 1817, mas só foi oficializada cem anos depois pelo então governador Manuel Antônio Pereira Borba.

O azul do retângulo simboliza a grandeza do céu do Estado; o branco representa a paz; o arco-íris em três cores (vermelho, amarelo, verde) representa a união de todos os pernambucanos; a estrela representa o Estado no conjunto da Federação; o sol é a força e a energia de Pernambuco; e a cruz representa a fé na Justiça e no entendimento.

Brasão

O Escudo de Pernambuco foi oficializado em 1895, pelo então governador Alexandre Barbosa Lima. No Escudo, aparece o leão, representando a força; a cana-de-açúcar e o algodão simbolizando a economia do Estado; as estrelas representam os municípios.

Aparecem ainda no Escudo as datas 1710, referência à Guerra dos Mascates; 1817, revolta ocorrida naquele ano; 1824 marcando a Confederação do Equador e 1889 numa alusão à Proclamação da República.

>> AINDA SOBRE Pernambuco

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: