dcsimg

Pernambuco: 4. Região: Litoral - Mata

Colaboração

Uma das regiões mais férteis do Estado, onde predomina o solo tipo massapê, é formada por 57 dos 184 municípios pernambucanos. Sua economia está concentrada na agroindústria canavieira que oferece cerca de 70 mil empregos permanentes e 90 empregos temporários (na época da safra da cana-de-açúcar). Ao contrário das demais regiões do Estado, não está sujeita a secas periódicas, tem rios perenes e índices pluviométricos elevados se comparados aos do Estado como um todo.

Tem densidade demográfica elevada, 212 habitantes por quilômetro quadrado, bem superior à média estadual que é de 72 hab/km2. Também conhecida como zona canavieira, está dividida em seis microrregiões: Mata Setentrional, Vitória de Santo Antão, Mata Meridional, Itamaracá, Recife e Suape.

Recife

É uma microrregião composta por 09 municípios, com base econômica na indústria, comércio e serviços. Seus principais pólos industriais estão na capital do Estado e nos municípios de Jaboatão, Paulista e Abreu e Lima. A microrregião tem pluviosidade média anual acima dos 2.000 milímetros. A cidade mais importante é o Recife, que em 1998, detinha o segundo maior pólo médico do Brasil; um dos mais importantes centros de informática do País e a oitava melhor universidade federal brasileira. Outra cidade importante é Olinda, cujo sítio histórico é tombado pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Suape

Apenas dois municípios (Cabo e Ipojuca) integram essa microrregião, cuja importância econômica está no Complexo Industrial Portuário de Suape. O Porto de Suape (foto ao lado) é o maior do Nordeste e o segundo do País. É através desse porto que Pernambuco exporta sua produção de álcool e açúcar e por onde chegam produtos industrializados para vários pontos do Nordeste. A microrregião tem chuvas regulares, com pluviosidade média anual acima dos 2.000 milímetros.

Mata setentrional

Abrange uma áres de 3.200 km2 (equivalente a 3,25% do território estadual) e é formada por 17 municípios, destacando-se Goiana (o mais populoso), Timbaúba (fábricas de sapatos e tecelagem de redes) e Carpina (atividades agrícolas e industriais). O desenvolvimento da lavoura canavieira é menor que o da Mata Meridional (atribuído às condições edofoclimáticas), aparecendo ao lado da cana-de-açúcar algumas culturas de subsistência e fruticultura.

Vitória de Santo Antão

Integra a região da Mata pernambucana, é formada por 05 municípios, tem área de 964 km2. Seu município mais importante é Vitória de Santa Antão, um dos maiores centros comerciais do interior do Estado e que possui estreitas ligações com municípios da região Agreste. A base econômica depende sobretudo do cultivo e benefiamento da cana-de-açúcar. Em 1998, a densidade demográfica da microrregião era de 187,09 hab/km2.

Mata Meridional

Localizada ao Sul do Estado, é formada por 21 municípios. Sua principal atividade econômica é o cultivo da cana, para produção de álcool e açúcar. É dessa microrregião que sai a maior parte da produção de álcool e açúcar de Pernambuco. Tem solos férteis e chuvas abundantes, o que favorece os grandes canaviais. Nessa microrregião estão localizadas algumas das mais belas praias do Estado, como Tamandaré, Barra de Sirinhaém, São José da Coroa Grande.

Itamaracá

Microrregião formada por três municípios: Itamaracá, Itapissuma e Igarassu, que integram a Região Metropolitana do Recife. Tem pluviosidade média anual acima dos 2.000 milímetros.

>> AINDA SOBRE Pernambuco

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: