dcsimg

Primeiro Reinado: 1. A Independência

Prof. Robson Santiago
" width="400" height="212">
A idealização da Independência pode ser vista no quadro de Pedro Américo, denominado
"Independência ou Morte" (1888, óleo sobre tela, 415 x 760 cm), no Museu Paulista da
USP (Museu do Ipiranga).


A Independência do Brasil

Resultado da aliança do Príncipe Regente D.Pedro e a Elite do Brasil, em 7 de Setembro de 1822, é dado o “Grito do Ipiranga”, rompendo definitivamente os laços entre Brasil e Portugal.

Leitura complementar: Independência do Brasil

Guerra da Independência

Províncias como Bahia, Pará, Piauí, Maranhão e Cisplatina, por serem governadas por portugueses, resistiram à independência, mas foram derrotadas pelas tropas de D.Pedro.

Leitura complementar: Guerra da Independência

A Assembléia Constituinte e a Constituição de 1824

- A Assembléia Constituinte instalou-se em 3 de maio de 1823, formada por altos dignatários da Igreja, Proprietários e Juristas;

- Antonio Carlos de Andrada elaborou um anteprojeto da Constituição denominado “Constituição da Mandioca”, de caráter xenofóbico e que limitava os poderes do Imperador;

- D.Pedro I ordenou o cerco do prédio da Assembléia (“Noite da Agonia”) e determinou a dissolução da Assembléia Constituinte (12/11/1823); em seguida, nomeou um Conselho que iria elaborar a Constituição;

- Em Março de 1824 foi outorgada a 1ª Constituição do Brasil;

- Características da 1ª Constituição: Monarquia Hereditária, 4 poderes (Executivo, Legislativo, Judiciário e Moderador), eleição indireta para Deputados, voto censitário e Senado vitalício.


Leitura complementar:A Assembléia Constituinte e a Constituição de 1824


Recife, cenário de descontentamento que originou a Confederação do Equador
Confederação do Equador (1824)

Pernambuco (onde existia tradicional luta e aversão aos portugueses) liderou junto às outras províncias do Nordeste, uma revolta separatista, motivada pela dissolução da Assembléia Constituinte e Outorga da Constituição de 1824, criando a Confederação do Equador que adotou provisoriamente a Constituição da Colômbia.

A repressão de D.Pedro I foi rápida, prendendo e executando seus principais líderes: Cipriano Barata e Frei Caneca, o que custou o apoio da população ao Imperador do Brasil.

Leitura complementar: Confederação do Equador


>> AINDA SOBRE Primeiro Reinado

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: