Seres vivos: 1. A relação dos seres vivos

  • Data de publicação
Equipe PASSEIWEB


Noções sobre habitat e nicho ecológico

É clássica a analogia que compara o habitat ao endereço de uma espécie, e o nicho ecológico à sua profissão. Se quer encontrar indivíduos de uma certa espécie no ambiente natural, deve procurá-los em seu habitat. As observações que fizer sobre a "maneira como ele vivem", serão indicações do nicho ecológico.

O pescador experiente sabe onde encontrar um certo tipo de peixe, que isca deve usar, se deve afundá-la mais ou menos, em que época do ano e em qual período do dia ou da noite ele terá maior chance de sucesso. Ele deve saber muito, portanto, do habitat e nicho ecológico dos peixes que mais aprecia.

Relações entre os seres vivos

Em um ecossistema os organismos estão constantemente interagindo entre si, ou seja, a existência de uma determinada espécie implica em prejuízo ou benefício de alguma outra; embora essas interações mesmo quando negativas, façam parte do equilíbrio natural. Ex.: As populações de roedores em todos os ambientes em que ocorrem são predadas por várias outras espécies, pois caso isso não ocorresse, teríamos ratos por todas as partes do planeta!

As relações entre seres vivos classificam-se inicialmente em dois grupos: as intra-específicas, que ocorrem entre seres da mesma espécie, e as interespecíficas, entre seres de espécies distintas. É comum diferenciar-se as relações em harmônicas ou positivas e desarmônicas ou negativas. Nas harmônicas não há prejuízo para nenhuma das partes associadas, e nas desarmônicas há.

Observe no quadro a seguir, um resumo da classificação das relações entre os seres vivos:

HARMÔNICAS
(Não existe prejuízo para nenhuma das espécies consideradas e há benefício pelo menos para uma delas)
INTRA-ESPECÍFICAS
(Homotípicas)
COLÔNIAS
Organismos da mesma espécie que se mantêm anatomicamente unidos entre si.
SOCIEDADES
Associação de indivíduos que não estão unidos e formam uma organização social. Ex: abelhas e formigas.
INTERESPECÍFICAS
(Heterotípicas)
PROTOCOOPERAÇÃO
As duas espécies se beneficiam;não é indispensável à sobrevivência. Ex: anu e gado.
MUTUALISMO
Associação íntima com benefícios mútuos; é necessária à sobrevivência das espécies que não podem sobreviver isoladamente. Ex: líquenes (algas e fungos), cupins e protozoários.
COMENSALISMO
Uma espécie , chamada comensal, se beneficia, enquanto a outra, chamada hospedeira, não leva qualquer vantagem. Ex: tubarão e rêmora.
INQUILINISMO
Uma espécie (inquilino) procura abrigo ou suporte no corpo de outra espécie (hospedeiro). Ex: epífitas e árvores.
DESARMÔNICAS
(Benefício para um e prejuízo para outro)
INTRA-ESPECÍFICAS
(Homotípicas)
CANIBALISMO
Canibal é o indivíduo que mata e come outro da mesma espécie. Ex: aranhas.
INTERESPECÍFICAS
(Heterotípicas)
PARASITISMO
Uma espécie (parasita) vive na superfície ou interior do corpo de outra (hospedeiro), absorvendo alimentos. Ex: lombrigas e pulgas.
PREDATISMO
Predator é o indivíduo que ataca e devora outro, chamado presa, de espécie diferente. Ex: carnívoros.
AMENSALISMO
Uma espécie (amensal) é inibida no crescimento ou reprodução por substâncias secretadas por outra espécie (inibidora). Ex: maré vermelha.

Comentários

Siga-nos:

Confira no Passeiweb

  • O primeiro voo do Homem no espaço

    Em 12 de abril de 1961 o homem decolava, pela primeira vez, rumo ao espaço. Em 2011, no aniversário de 50 anos deste fato, ocorreram comemorações no mundo inteiro e, principalmente, na Rússia.
  • Tsunami

    Tsunami significa "onda gigante", em japonês. Os tsunamis são um tipo especial de onda oceânica, gerada por distúrbios sísmicos.
 

Instituições em Destaque

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo:
 
 
 
-

Notícias e Dicas - Vestibular

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas do Vestibular e dicas de estudo: