dcsimg

Questões: A Hora da Estrela, de Clarice Lispector - 2


6. (FUVEST) A narração hesitante e digressiva, em constante auto-exame, não se limita apenas a registrar o sentimento de culpa do narrador, mas traduz, também, uma autocrítica radical, em que ele questiona sua própria posição de classe e, com ela, a própria literatura.
Esta afirmação aplica-se a:

(A) Memórias de um sargento de milícias
(B) Memórias póstumas de Brás Cubas
(C) Morte e vida severina
(D) O primo Basílio
(E) A hora da estrela

COMENTÁRIOS:

As características apontadas no enunciado da questão, em especial o sentimento de culpa do narrador- personagem, são marcantes em A Hora da Estrela. Isso pode ser bem exemplificado com o primeiro dos vários títulos que abrem a obra: "A culpa é minha". Além disso, a consciência da precariedade da linguagem literária, incapaz de suprimir o fosso existente entre o "eu" e o "outro", representa o núcleo do conflito metalingüístico encenado, ao longo da narrativa, por Rodrigo S. M. Não fosse pelo sentimento de culpa explicitado na questão, os demais traços estilísticos poderiam ser imputados a Memórias Póstumas de Brás Cubas.


7. (FUVEST) Considere as seguintes comparações entre Vidas secas e A hora da estrela:

I. Os narradores de ambos os livros adotam um estilo sóbrio e contido, avesso a expansões emocionais, condizente com o mundo de escassez e privação que retratam.
II. Em ambos os livros, a carência de linguagem e as dificuldades de expressão, presentes, por exemplo, em Fabiano e Macabéa, manifestam aspectos da opressão social.
III. A personagem sinha Vitória (Vidas secas), por viver isolada em meio rural, não possui elementos de referência que a façam aspirar por bens que não possui; já Macabéa, por viver em meio urbano, possui sonhos típicos da sociedade de consumo.

Está correto apenas o que se afirma em:

(A) I.
(B) II.
(C) III.
(D) I e II.
(E) II e III.

COMENTÁRIO:

A única afirmação correta é a II. Realmente, Fabiano (Vidas Secas) e Macabéa (A hora da estrela) são personagens de repertório lingüístico limitado, e isso reforça a caracterização dessas personagens como seres oprimidos.
A afirmativa I só é apropriada ao narrador de Vidas Secas, este sim realmente contido, de estilo "econômico", avesso a expansões emocionais. Rodrigo S. M., narrador-personagem de A hora da estrela, ao contrário, enreda-se em considerações de natureza emocional e tem estilo sinuoso, ziguezagueante.
Quanto ao item III, peca ao negar que sinha Vitória tenha aspirações de consumo. O sonho dela é ter uma cama igual à de seu Tomás da bolandeira, senhor de engenho que conheceu no passado.


8. (PUC-SP) A obra A hora da estrela, de Clarice Lispector marca-se pela depuração da arte de escrever e dialoga com todo o universo ficcional da autora. Despontam nela as perplexidades da narrativa moderna.
Indique a alternativa que NãO condiz com esse romance entendido como um todo:

(A) A história são as fracas aventuras de uma moça alagoana, “numa cidade toda feita contra ela”, o Rio de Janeiro.
(B) Macabéa, personagem do romance, tem a coragem e o heroísmo dos fortes e se torna, na vida, a grande estrela com que sempre sonhou.
(C) A estrela que dá título à obra é a estrela de cinema e só aparece mesmo na hora da morte.
(D) A narrativa constrói-se da alternância entre as reflexões do narrador que parece narrar a si mesmo e os fatos apresentados que dão o retrato da protagonista.
(E) O espaço da ação é o social-urbano, mas restrito à “Rua do Acre para morar” e à “Rua do Lavradio para trabalhar”.


9. (PUC-SP) A respeito de A Hora da Estrela, de Clarice Lispector, indique a alternativa que NÃO confirma as possibilidades narrativas do romance:

(A) Livro com muitos títulos que se resumem à história de uma inocência pisada, de uma miséria anônima.
(B) História do narrador Rodrigo M. S., que se faz personagem, narrando-se a si mesmo e competindo com a protagonista.
(C) História da própria narração, que conta a si mesma, problematizando a difícil tarefa de narrar.
(D) História de Macabéa, moça anônima e que não fazia falta a ninguém.
(E) História de Olímpico de Jesus, paraibano e metalúrgico, vivendo o mesmo drama de Macabéa e identificando-se com ela.


10. (PUC-SP) Assinale a alternativa que não está de acordo com a personagem Macabéa, do romance A Hora da Estrela, de Clarice Lispector:

(A) Nordestina pobre, anônima e semi-analfabeta, era impotente para a vida e não fazia falta a ninguém.
(B) Tinha a “felicidade pura dos idiotas” e “vivia num atordoado limbo entre céu e inferno”.
(C) Personagem-título do romance, embora feita de matéria rala, tornou-se, na vida, a grande estrela com que sempre sonhou.
(D) Ingênua, acreditou no que a cartomante lhe disse, mas acabou sendo atropelada e morta por um Mercedes amarelo.
(E) Viveu um conto de fadas às avessas, delineando um contraponto bíblico sem, contudo, apresentar a coragem e o heroísmo dos fortes.

1    23  4  5  

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: