dcsimg

Questões: Carnavais, Malandros e Heróis, de Roberto da Matta


1. (UESB) Texto para as questões de 01 a 03

          Numa esquina perigosa, conhecida por sua má sinalização e pelas batidas que lá ocorrem, há um acidente de automóvel. Como o motorista de um dos carros está visivelmente errado, o guarda a ele se dirige propondo abertamente esquecer o caso por uma boa propina. O homem fica indignado e, usando o “Você sabe com quem está falando?”, identifica-se como promotor público, prendendo o guarda.
          Uma moça visita seu tio, um pescador. Enquanto falava com ele, passa um desconhecido e lhe dirige um gracejo muito pesado. Ouvindo o galanteador, o tio dá-lhe um soco, dizendo: “Você sabe com quem está falando? A moça é minha sobrinha!”
          Num posto de atendimento público, alguém espera na fila. Antes do horário regulamentar para o término do expediente, verifica-se que o guichê está sendo fechado e o atendimento do público, suspenso.
          Correndo para o responsável, essa pessoa ouve uma resposta insatisfatória, e fica sabendo que o expediente terminaria mais cedo por ordem do chefe. Manda chamar o chefe e, identificando-se como presidente do órgão em pauta, despede todo o grupo.
DAM ATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1990. p. 170-171.

Identifique as afirmativas verdadeiras.

Sobre os fatos narrados no texto, é correto afirmar:

I. O ocorrido apresentado no primeiro parágrafo evidencia comportamentos contraditórios dos personagens envolvidos.
II. A primeira e última ocorrência destacam que diferentes grupos humanos praticam relações interpessoais fundamentadas em posição de poder, fruto da condição social de cada um.
III. Os dois últimos acontecimentos são exemplos ilustrativos de negação das propaladas compreensão e cordialidade do brasileiro.
IV. As três situações configuram exemplos de relações sociais pautadas em leis que devem valer para todos.
V. Os três casos são representativos de relações interpessoais isentas de hierarquização de posições sociais.

As alternativas em que todas as afirmativas indicadas são verdadeiras é a

01) I e IV.
02) II e V.
03) I, II e III.
04) II, III e IV.
05) I, III, IV e V.


2. No segundo parágrafo, o agressor, ao revelar-se tio da “moça” para justificar a sua reação ao galanteio do desconhecido, mostra

01) um recurso legítimo e poderado para resolver questões.
02) a pessoa que castiga do lado da lei, mantendo o sistema justo.
03) a visão cultural de “cada qual no seu lugar” como sendo uma mera fantasia.
04) a idéia de “consideração” como valor fundamental nas relações interpessoais.
05) um comportamento que nega a idéia de uma sociedade voltada para a integração humana.


3. O enunciador, ao usar o “Você sabe com quem está falando?”, pretende

01) criar um novo conceito de interlocutor.
02) tornar pública uma falsa idéia de sua identidade.
03) colocar o interlocutor em uma posição semelhante à sua.
04) dividir com o seu interlocutor a responsabilidade de uma ação.
05) passar uma imagem de si mesmo como alguém possuidor de autoridade.

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: