dcsimg

Questões: O Velho da Horta, de Gil Vicente


1. (PUC-SP) A próxima questão refere-se à Farsa do Velho da Horta, escrita em 1512 por Gil Vicente.

A respeito dessa obra pode afirmar-se que:

a) peca por não apresentar perfeito domínio do diálogo entre as personagens, resvalando, muitas vezes, por monólogos desnecessários.
b) sofre da ausência de exploração do cômico, já que, tematicamente, permanece na esfera do amor senil.
c) utiliza pouco aparato cênico para sugerir o ambiente em que decorre a peça, já que a pobreza cenotécnica é uma de suas características.
d) falha por falta de unidade de ação provocada por longas digressões, como a ladainha mágica da alcoviteira.
e) obedece rigorosamente ao tratamento do tempo e respeita as normas que dele a tradição consagrou.


2. (PUC-SP) A próxima questão refere-se à Farsa do Velho da Horta, escrita em 1512 por Gil Vicente.

Sobre a ação de Branca Gil, alcoviteira a serviço do amor na peça em questão, indique o trecho que revela as verdadeiras conseqüências dos atos praticados por ela:

a)“Vivereis, prazendo a Deus,
E casar-vos-eis com ela.”

b) “Já ela fica de bom jeito
Mas, para isto andar direito,
É razão que vo-lo diga:
Eu já, senhor, não posso,
Sem gastardes bem do vosso,
Vencer ua moça ta.”

c) “Está tão saudosa de vós
Que se perde a coitadinha!
Há mister uma saiazinha
E três onças de retrós.”

d) “Onde me quereis levar,
Ou quem me manda prender?
Nunca havedes de acabar
De me prender e me soltar?
Não há poder!”

e) “Mas ela o noivo a leva
Vai tão leda, tão contente,
Uns cabelos como Eva;
Por certo que não se lhe atreva
Toda a gente!”

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: