dcsimg

Questões: São Bernardo, de Graciliano Ramos - 3


11. (UFLA) Considerando a leitura de São Bernardo, de Graciliano Ramos, é INCORRETO afirmar que nessa obra o protagonista, Paulo Honório,

a) lança-se desesperadamente ao trabalho, após a morte de Madalena, na tentativa de esquecer o fracasso que fora sua vida.
b) volta-se para si mesmo e escreve seu livro, buscando o sentido de sua vida.
c) preocupa-se demasiadamente com o conflito e a instabilidade econômica provocados pela decadência da fazenda.
d) é dominado pelo egoísmo e instinto de posse, provocando, com isso, o abandono de todos.
e) é astucioso, desonesto, não hesitando em amedrontar ou corromper para conseguir o que deseja.


12. (UFLA) Considere as afirmativas a seguir sobre a obra São Bernardo, de Graciliano Ramos, para responder à questão e, a seguir, marque a alternativa CORRETA:

I. A história é contada em 1ª pessoa, por Paulo Honório, espécie de mea culpa trágico, iniciado depois da perda de sua esposa, Madalena, e do abandono pelos mais próximos.
II. Madalena era professora e se preocupava com a situação social da fazenda. Acabou por não suportar a incompreensão e o autoritarismo do marido, suicidando-se.
III. A incapacidade de usar bem a linguagem, de falar “palavras difíceis”, isola Paulo Honório. E ele, então, sente uma estranha necessidade de escrever, numa tentativa de compreender, pelas palavras, os seres humanos que o cercam.

a) Somente as afirmativas I e II estão corretas.
b) Somente a afirmativa I está correta.
c) Somente as afirmativas I e III estão corretas.
d) Somente a afirmativa II está correta.
e) Somente a afirmativa III está correta.


13. (EFOA) Leia as passagens abaixo, extraídas de São Bernardo, de Graciliano Ramos:

I. Resolvi estabelecer-me aqui na minha terra, município de Viçosa, Alagoas, e logo planeei adquirir a propriedade S. Bernardo, onde trabalhei, no eito, com salário de cinco tostões.
II. Uma semana depois, à tardinha, eu, que ali estava aboletado desde meio-dia, tomava café e conversava, bastante satisfeito.
III. João Nogueira queria o romance em língua de Camões, com períodos formados de trás para diante.
IV. Já viram como perdemos tempo em padecimentos inúteis? Não era melhor que fôssemos como os bois? Bois com inteligência. Haverá estupidez maior que atormentar-se um vivente por gosto? Será? Não será? Para que isso? Procurar dissabores! Será? Não será?
V. Foi assim que sempre se fez. [respondeu Azevedo Gondim] A literatura é a literatura, seu Paulo. A gente discute, briga, trata de negócios naturalmente, mas arranjar palavras com tinta é outra coisa. Se eu fosse escrever como falo, ninguém me lia.

Assinale a alternativa em que ambas as passagens demonstram o exercício de metalinguagem em São Bernardo:

a) III e V.
b) I e II.
c) I e IV.
d) III e IV.
e) II e V.


14. (MACKENZIE) TEXTO

01 Sou um homem arrasado. Doença? Não. Gozo perfeita saúde.
02 O que estou é velho. (...) cinqüenta anos gastos sem
03 objetivo, a maltratar-me e a maltratar os outros. O resultado é
04 que endureci, calejei, e não é um arranhão que penetra esta
05 casca espessa e vem ferir cá dentro a sensibilidade embotada.
06 Cinqüenta anos! Quantas horas inúteis! (...) Comer e dormir
07 como um porco! (...) E depois guardar comida para os filhos,
08 para os netos, para muitas gerações. Que estupidez! (...)
09 Penso em Madalena com insistência. Se fosse possível
10 recomeçarmos... Para que enganar-me? Se fosse possível
11 recomeçarmos, aconteceria exatamente o que aconteceu.
Graciliano Ramos – São Bernardo

Em S. Bernardo, a velhice é o momento em que o narrador-protagonista Paulo Honório

a) aproveita, apesar dos problemas cotidianos, toda a riqueza e prestígio que conseguiu durante sua vida de sacrifícios.
b) se vê falido economicamente e se conscientiza de que sua vida foi consumida inutilmente na posse da fazenda São Bemardo.
c) reconhece a forma desumana como tratou Madalena e as demais pessoas, mas não é capaz de reconstruir novo projeto de vida.
d) se sente contrariado, pois, apesar de saudável física e emocionalmente, constata que viveu apenas em função dos outros.
e) avalia o passado positivamente, contrastando-o com a solidão do presente e a incerteza do futuro.


15. (UNILAVRAS) Com relação à leitura de São Bernardo, de Graciliano Ramos:

I – É Um romance escrito em primeira pessoa, portanto, Paulo Honório é narrador-personagem.
II- É um romance de terceira-pessoa, narrado por Madalena, esposa infiel de Paulo Honório.
III- O narrador Paulo Honório cresce a cada frase da narrativa até transformar-se num grande personagem em detrimento das demais.

A) Está correta a apenas a I.
B) Está correta apenas a II.
C) Está correta apenas a III.
D) Estão corretas apenas a I e III.
E) Estão corretas apenas a I e II.

1  2    34  

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: