dcsimg

Historia 3


01. (FATEC) O fim do Primeiro Reinado, com a abdicação de D. Pedro I em favor de seu filho, proporcionou condições para a consolidação da independência, pois
  • (A) as disputas entre partidos conservador e liberal representaram diferentes concepções sobre a maneira de organizar a vida econômica da nação.
  • (B) a vitória dos exaltados sobre os moderados acabou com as lutas das várias facções políticas existentes.
  • (C) o governo de D. Pedro I não passou de um período de transição em que a reação portuguesa, apoiada no absolutismo do imperador, se conservou no poder.
  • (D) as rebeliões ocorridas antes da abdicação tinham caráter reivindicatório da classe.
  • (E) na Assembléia Constituinte de 1823 as propostas do partido brasileiro tinham o apoio unânime dos deputados.
02. (FATEC) O sistema de parceria expandiu-se rapidamente para o Oeste Paulista. É correto afirmar que
  • (A) cabia ao governo da província bancar os gastos de transporte, manutenção e instalação dos colonos e de suas famílias, durante o primeiro ano de permanência no Brasil.
  • (B) a convivência do escravo africano com o imigrante, na última década do século XIX, foi bastante positiva para a expansão do café para o interior paulista.
  • (C) os colonos gastavam mais do que ganhavam; por isso estavam constantemente endividados e acabaram por perder suas terras e serem obrigados a trabalhar no interior de Goiás e Mato Grosso.
  • (D) graças a garantia de participação nos lucros das fazendas de café, o fluxo de imigrantes para os cafezais brasileiros ficou assegurado por muitos anos.
  • (E) cada família de imigrantes recebia um determinado número de pés de café para cuidar, colher, secar, além de uma pequena área para cultivar gêneros de primeira necessidade, sendo que todo o lucro obtido deveria ser repartido entre ela e o fazendeiro.
03. (FATEC) É tempo de tornarmos ao caminho certo. E nos esforçarmos para importar tudo quanto eles possam produzir em melhores condições que nós. Declaração de Manuel Ferraz de Campos Sales. In: MELO, L. e CÉSAR, L. História do Brasil. São Paulo: Scipione, 1999.

Sobre o governo de Campos Sales é correto afirmar:
  • (A) idealizou o sistema de alianças entre os governadores dos estados e o governo federal, que consistia, basicamente, em uma troca de interesses e favores e que ficou conhecido como política dos governadores.
  • (B) foi organizado o convênio de Taubaté, cuja finalidade era encontrar solução para a crise de superprodução do café.
  • (C) sua intenção era tornar o Brasil um país industrializado, uma vez que a agricultura estava levando o país ao caos econômico.
  • (D) foram iniciadas as reformas urbanas que tinham como objetivo transformar a cidade do Rio de Janeiro na "capital do progresso".
  • (E) eclodiu, na Bahia, um grande movimento de sertanejos, liderados por Antônio Mendes Maciel, que ficou conhecido como Guerra dos Canudos.
04. (FATEC) O clima internacional na Europa era carregado de antagonismos que se expressavam na formação de alianças secretas e de sistemas de alianças, tornando a ameaça de uma guerra inevitável. O desenvolvimento desigual dos países capitalistas, a partir do século XIX, levara países que chegaram tarde à competição internacional, como a Alemanha, a reivindicarem uma redivisão do território econômico mundial, Cada vez mais aumentou a rivalidade pela luta por mercados consumidores de produtos industriais, pela aquisição de matérias-primas fundamentais e por áreas de investimento. AQUINO, Rubim Leão de et al. História das sociedades: da Moderna à Contemporânea. Rio de Janeiro: Record, 2000.

No sistema de alianças, às vésperas da I Guerra Mundial, estavam a Tríplice Aliança e a Tríplice Entente, compostas respectivamente, pelos seguintes Estados-nações:
  • (A) Alemanha, Áustria-Hungria e Rússia e, na defesa de interesses antagônicos, Inglaterra, Itália e França.
  • (B) Alemanha, Áustria-Hungria e Itália e, na defesa de interesses antagônicos, Inglaterra, França e Rússia.
  • (C) Alemanha, Rússia e Itália e, na defesa de interesses antagônicos, Inglaterra, Áustria-Hungria e França.
  • (D) Alemanha, Áustria-Hungria e Inglaterra e, na defesa de interesses antagônicos, Itália, França e Rússia.
  • (E) Alemanha, França e Rússia e, na defesa de interesses antagônicos, Inglaterra, Itália e Áustria-Hungria.
05. (FATEC) Leia atentamente as afirmações abaixo, sobre a República Militar Brasileira

I. Em dezembro de 1968, foi criado o Ato Institucional n° 5 (AI - 5) que passou a censurar sistematicamente revistas, jornais, rádio e TV. A censura era realizada por telefonemas e bilhetes ameaçadores ou através da chamada "censura prévia", quando eram instalados, nos órgãos de imprensa, agentes censores.
II. O poder Executivo exercido por militares e aliados civis se outorgou plenos poderes, cassando vários representantes do Legislativo e interferindo nas decisões do Judiciário.
III. O modelo de desenvolvimento socioeconômico implantado nesse período foi marcado pela redução dos investimentos governamentais nos setores de infra-estrutura econômica, sobretudo energia, transporte e comunicação.

Dessas afirmações,
  • (A) somente I e III estão corretas.
  • (B) somente I e II estão corretas.
  • (C) somente II e III estão corretas.
  • (D) I, II e III estão corretas.
  • (E) nenhuma está correta.
06. (FATEC) O Afeganistão retornou, como vilão, às manchetes dos jornais do mundo. País pobre, sua história política é, em síntese, uma história de invasões territoriais, guerras e golpes de estado.
Considere os seguintes marcos políticos na história do Afeganistão:

I. O Taleban conquista Cabul, passando a controlar, primeiramente, 70% do território.
II Formação da República do Afeganistão.
III. Independência do Afeganistão e, portanto, fim da tutela inglesa no território.
IV. Tropas soviéticas invadem o país; guerrilheiros islâmicos financiados e armados pelos EUA, Irã e Paquistão vão ao confronto.

A seqüência cronológica dos fatos acima expostos, do mais antigo para o mais recente, é
  • (A) I, II, IV e III.
  • (B) II, III, I e IV.
  • (C) III, I, IV e II.
  • (D) III, II, IV e I.
  • (E) IV, II, I e III.
07. (MACKENZIE) O Ato de Supremacia, promulgado em 1534 pelo monarca inglês Henrique VIII (1509 - 1547), foi decisivo para:
  • (A) suprimir os direitos e obrigações feudais.
  • (B) restaurar o catolicismo na Inglaterra.
  • (C) a colonização da América do Norte.
  • (D) promover a reforma anglicana.
  • (E) acabar com as guerras religiosas.
08. (MACKENZIE) Como o indivíduo, os grupos humanos também fazem a sua educação sentimental. A dos pernambucanos é tanto mais curiosa quanto a capitania que gerou o nativismo mais virulento da História Brasileira, que também foi aquela que de início estivera mais vincada pelo cunho à metrópole. (Evaldo Cabral de Mello)

A eclosão do sentimento nativista de que fala o texto teve origem:
  • (A) na guerra vitoriosa pela expulsão dos holandeses, liderada por gente da terra, com táticas locais, produzindo um sentimento de orgulho e rebeldia que se estendeu até o século XIX.
  • (B) na oposição dos pernambucanos ao domínio francês, evidenciada após a partida de Maurício de Nassau.
  • (C) no apoio prestado por Domingos Fernandes Calabar aos conquistadores.
  • (D) na oposição da Igreja Católica que defendia maior tolerância entre conquistadores e colonos.
  • (E) na liderança dos senhores de engenho que, em nenhum momento, apoiaram os batavos.
09. (MACKENZIE) Estabelecendo uma comparação entre a política econômica varguista e o desenvolvimento do período JK, podemos afirmar que:
  • (A) ambas eram totalmente contrárias ao capital estrangeiro.
  • (B) enquanto JK deu ênfase especial à indústria de base, Vargas procurou desenvolver somente a indústria leve.
  • (C) Vargas pautou sua política econômica no intervencionismo e nacionalismo; o desenvolvimentismo de JK baseava-se no tripé capital estrangeiro, capital privado nacional e empresas estatais.
  • (D) a política varguista voltou-se exclusivamente para o setor industrial, enquanto JK priorizava a agricultura e a educação.
  • (E) tanto o desenvolvimentismo como a política varguista não trouxeram alterações para a vida urbana nos anos 30 e 50.
10. (MACKENZIE) O ano de 1992 ficou marcado como o ano do impeachment, fato inédito no país e no próprio contexto internacional. Dentre os fatos que contribuíram para esse desfecho NÃO se inclui
  • (A) as sucessivas denúncias de corrupção, agravadas pela entrevista de Pedro Collor à Revista Veja.
  • (B) a fracassada defesa do Presidente Collor, apresentada por Cláudio Vieira, configurada na farsante Operação Uruguai.
  • (C) a imagem de modernidade e de cultura elaborada pela mídia, que não resistiu aos desacertos de dois anos de governo Collor.
  • (D) a abertura econômica e a integração latino-americana, fatos que geram forte antagonismo com os EUA.
  • (E) as irregularidades no processo de privatizações, as fraudes nas licitações e os desvios de verbas.



Mais simulados de Historia



Comentários

[ X ]
Resultado

Você acertou 0 de 0 questões

0

[ Veja a resposta correta de cada questão ]

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: