dcsimg

Português - Literatura 4


01. (CEFET-MG) Os pressupostos abaixo caracterizam o Parnasianismo, EXCETO:
  • (A) referência à mitologia greco-latina.
  • (B) busca do máximo de subjetividade na elaboração do poema, separando o sujeito criador do objeto criado.
  • (C) preferência pelas formas poéticas fixas e regulares como o soneto.
  • (D) o esteticismo, a depuração formal, o ideal da “arte pela arte”.
  • (E) o purismo e o preciosismo vocabular e lingüístico, com predomínio de termos eruditos.
02. (PUC-PR) Observe as afirmações abaixo que definem as principais características de diferentes correntes estéticas da literatura e aponte a seqüência das que estiverem corretas:

I. O Romantismo apresenta uma temática voltada à individualidade, chegando ao exagero na exposição dos sentimentos e à subjetividade no julgamento do mundo e dos homens. Mantém a descrição de uma natureza meramente decorativa e busca o hermetismo na poesia.
II. O Parnasianismo foi marcado pelo cientificismo, pela poesia filosófico-científica e socialista, pela recusa à idealização romântica e pelo culto da forma. Já o Simbolismo buscou o culto da forma sonora e visual, o misticismo, o espiritualismo, as expressões do inconsciente e a sugestividade.
III. A produção contemporânea se qualifica pela atomização da palavra, pelo discurso descontínuo e fragmentado, pelo realismo fantástico, pelo experimentalismo, pela associação com a psicanálise e pela mistura de gêneros e estilos.

Está ou estão corretas:
  • (A) I, II e III.
  • (B) apenas I e II.
  • (C) apenas II e III.
  • (D) apenas II.
  • (E) apenas III.
03. (UFV-MG) Observe a seguinte declaração sobre o Pré-Modernismo:

Creio que se pode chamar pré-modernismo (no sentido forte de premonição dos temas vistos em 22) tudo o que, nas primeiras décadas do século, problematiza a nossa realidade social e cultural.
BOSI, Alfredo, História concisa da literatura brasileira. São Paulo: Cultrix, 1994. p. 306.

Atente agora para o que se afirma a respeito de algumas obras e autores brasileiros e assinale a alternativa cujo conteúdo NÃO contempla a síntese crítica de Alfredo Bosi:
  • (A) Um dos grandes temas de Os Sertões é a denúncia que Euclides da Cunha faz sobre o crime que a nação cometeu contra si própria na Guerra dos Canudos.
  • (B) Monteiro Lobato imortalizou o personagem Jeca Tatu, transformando-o no símbolo do caipira subdesenvolvido que vive na indolência e pratica sempre a “lei do menor esforço”.
  • (C) Lima Barreto expressou sempre o inconformismo face às injustiças sociais e, na obra Triste Fim de Policarpo Quaresma, construiu uma imagem caricata do Brasil com todas as suas contradições.
  • (D) Mário e Oswald de Andrade notabilizaram-se como os grandes líderes da revolução de 22 e, portanto, do processo de ruptura em relação à tradição intelectual, libertando a literatura brasileira da “calmaria” em que se encontrava.
  • (E) Em Os Sertões, Euclides da Cunha opõe o homem do sertão ao homem do litoral, acentuando-lhes as diferenças econômicas e socioculturais.
04. (UFSM-RS) “(…) esta aparência de cansaço ilude. Nada é mais surpreendedor do que vê-la desaparecer de improviso. Naquela organização combalida operam-se, em segundos, transmutações completas. Basta o aparecimento de qualquer incidente exigindo-lhe o desencadear das energias adormecidas. O homem transfigura-se.”

Assinale a frase que, retirada de Os sertões, sintetiza o trecho citado.
  • (A) “é o homem permanentemente fatigado”
  • (B) “o sertanejo é, antes de tudo, um forte”
  • (C) “a raça forte não destrói a fraca pelas armas, esmaga-a pela civilização”
  • (D) “Reflete a preguiça invencível (…) em tudo”
  • (E) “a sua religião é como ele — mestiça”
05. (UFF-RJ) Sobre autores de nossa literatura e aspectos de sua obra é incorreto afirmar:
  • (A) Mário de Andrade, escritor do Modernismo, foi um pesquisador incessante das variadas manifestações da cultura brasileira e, por seu espírito crítico, exerceu influência decisiva na renovação de nossa literatura. Estudou e escreveu também sobre folclore, música e pintura.
  • (B) Machado de Assis, importante escritor nascido no século XIX, produziu uma obra rica em gêneros literários, destacando-se principalmente no conto e no romance, com seu poder de análise da psicologia humana. Destacam-se entre seus contos: A Missa do Galo, A Cartomante, Uns Braços.
  • (C) José de Alencar foi um escritor do século XIX, cuja vasta obra inclui romances nas linhas regionalista, urbana, indianista e histórica, além de numerosos textos sobre as relações entre a língua e a literatura nacional.
  • (D) Álvares de Azevedo foi um poeta romântico que se destacou sobretudo na temática indianista. Exaltou principalmente o sentimento de honra e a valentia do índio. Escreveu alguns dos poemas mais conhecidos de nossa literatura, tais como: Lira dos Vinte Anos, Macário, Marabá, O Canto do Guerreiro.
  • (E) Guimarães Rosa, importante escritor do século XX, foi um inovador em termos de linguagem. Utilizou-se de vários processos para elaborar seu texto, tais como: criação de palavras, exploração de aspectos sonoros, adaptação estética do linguajar regionalista pleno de arcaísmos. De sua obra, que expressa uma profunda visão dos problemas humanos, podem-se citar Grande sertão: veredas, Sagarana, Primeiras Estórias.
06. (UNOPAR-PR) No poema Auto-retrato, Manuel Bandeira define-se como:

Provinciano que nunca soube escolher bem uma gravata; / Pernambucano a quem repugna / A faca do pernambucano; / … E em matéria de profissão / Um tísico profissional.

Assinale a alternativa em que o próprio poeta retoma os sentidos dos versos acima:
  • (A) Irene preta
    Irene boa
    Irene sempre de bom humor.
  • (B) Quando ontem adormeci
    Na noite de São João
    Havia alegria e rumor.
  • (C) Quero antes o lirismo dos loucos
    O lirismo dos bêbados
    O lirismo difícil e pungente dos bêbados.
  • (D) Eu quero a estrela da manhã
    Onde está a estrela da manhã?
    Meus amigos meus inimigos
    Procurem a estrela da manhã.
  • (E) Febre, hemoptise, dispnéia e suores noturnos
    A vida inteira, que podia ter sido e que não foi
    tosse, tosse, tosse.
07. (UNOPAR-PR) Atente para as seguintes associações de marcas estilísticas a períodos literários:

I. “Ruptura do equilíbrio da vida interior, com o triunfo da intuição e da fantasia” — ROMANTISMO.
II. Inconformismo social, ideais políticos e de liberdade, entusiasmo nacionalista” — PARNASIANISMO.
III. “Grande desejo de expressão livre e tendência para transmitir, sem os embelezamentos tradicionais do academismo, a emoção pessoal e a realidade do País” — MODERNISMO.
IV. “Muito peculiar é o seu vocabulário, adaptado aos temas prediletos da morte, do distanciamento, das cerimônias litúrgicas, das paisagens vagas cheias de cisnes, lagos, luares, envoltas em neblinas e em ressonâncias.” — SIMBOLISMO.

Estão corretas as associações feitas em:
  • (A) III e IV
  • (B) I e II
  • (C) I, III e IV
  • (D) I e IV
  • (E) II e III
08. (FUVEST-SP) Apesar de muito diferentes entre si, as personagens Macunaíma (de Macunaíma) e Gonçalo Mendes Ramires (de A ilustre Casa de Ramires) apresentam como traço de semelhança o fato de que ambas:
  • (A) personificam o desejo brasileiro e português de modernizar-se, rompendo com as tradições e os costumes herdados.
  • (B) são incorrigivelmente ociosas, recusando-se a vida toda a tomar parte em atividades produtivas.
  • (C) simbolizam a indecisão típica do homem moderno, que as impede de levar adiante os empreendimentos começados.
  • (D) representam a terra e a gente a que cada uma pertence, na medida em que a primeira é o “herói de nossa gente” e a segunda “lembra” Portugal.
  • (E) encarnam o dilema próprio do homem do final do século XIX, dividido entre a vida rural e a vida urbana.
09. (CEFET-PR) Sobre Contos Novos é CORRETO afirmar:
  • (A) O humor, tema caro ao Mário de Andrade da primeira fase modernista, está colocado em segundo plano nesse livro, e aparece, agora, em pouquíssimas passagens dos contos, confirmando a maturidade estética do autor.
  • (B) Os contos são introspectivos, ou seja, o narrador muitas vezes procura apreender o que se passa no inconsciente dos personagens, o que faz com que esse livro se inscreva numa tradição de narrativa que remonta ao fim do século XIX, especialmente com Machado de Assis.
  • (C) O conto O Ladrão procura refletir sobre o cotidiano violento de moradores de um bairro da alta classe média paulista, assustados estes que estão pela constante ameaça ao seu patrimônio material.
  • (D) A linguagem utilizada nas narrativas desse livro é profundamente hermética, dificultando o seu entendimento, principalmente por causa da falta flagrante de marcas da oralidade, tão comuns no Mário de Andrade dos livros anteriores.
  • (E) A pontuação utilizada pelo autor é bastante tradicional, mesmo quando ele reproduz diálogos entre personagens que vivem momentos de descontração do cotidiano, expediente formal que comprova o retorno de Mário de Andrade aos moldes clássicos de narrativa utilizados desde o Romantismo no Brasil.
10. (UFMG-MG) Leia estes trechos:

Dizem-se, estórias. Assim mesmo, no tredo estado em que tacteia, privo, mal-existente, o que é, cabidamente, é o filho tal-pai-tal; o “cão”, também, na prática verdade.
GUIMARÃES ROSA, João."A benfazeja". Primeiras estórias, 45. ed., p. 116.

O pecurrucho tinha cabeça chata e Macunaíma inda a achatava mais batendo nela todos os dias e falando pro guri:
— Meu filho, cresce depressa pra você ir pra São Paulo ganhar muito dinheiro.

ANDRADE, Mário de. Macunaíma, 31. ed., p. 28.

Com base nessa leitura, é INCORRETO afirmar que os dois trechos:
  • (A) assinalam a semelhança indiscutível entre pai e filho.
  • (B) reescrevem, à sua maneira, ditados e expressões populares.
  • (C) referem-se a situações que envolvem pai e filho.
  • (D) utilizam a linguagem coloquial do povo brasileiro.
  • (E) n.d.a.



Mais simulados de Português



Comentários

[ X ]
Resultado

Você acertou 0 de 0 questões

0

[ Veja a resposta correta de cada questão ]

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: