dcsimg

Professores reclamam de imprecisões na prova da Unifesp


As questões de matemática do primeiro dia de provas do vestibular 2008 da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) foram marcadas por imprecisões de termos, segundo opinião de alguns professores de cursinhos.

> Confira a prova e o gabarito

Nesta quarta-feira (12), os vestibulandos resolveram uma prova de conhecimentos gerais, com 90 questões de múltipla escolha de matemática, biologia, geografia, física, história e química.

A Unifesp registrou 8,6% de abstenção no primeiro dia do vestibular. Eram esperados 20.136 candidatos e 1.728 faltaram. De todas as cidades que têm aplicação do exame, Diadema, na Grande São Paulo, foi a que teve maior taxa de ausentes: 15,9%. A menor abstenção ocorreu em Jundiaí, com 3% de ausentes.

“A prova não foi bem formulado. As idéias das questões são boas, porém a linguagem não foi bem utilizada”, afirmou o coordenador de matemática do pré-vestibular Objetivo, Giuseppe Nobilioni. De acordo com o professor, três questões tiveram problemas de expressão.

A primeira delas é a número 2. “A pergunta fala que se trata de uma seqüência, mas é um número apenas. O aluno consegue resolver, mas a palavra é inadequada”, disse. O supervisor de matemática do Curso Anglo, Glenn Van Amson, concorda e acrescenta: “Para seguir o rigor matemático, seria necessário ainda fornecer mais repetições dos dígitos, e não induzir o candidato”.

Outras duas questões mencionadas por ambos os professores foram a 4 e a 7. A primeira, porque não especifica quem são "a" e "b" que aparecem na questão, e a outra porque afirma que a raiz de uma equação é "x = 1", só que a raiz é apenas 1. Segundo os professores, os candidatos podiam resolver a prova, ainda que esbarrassem na linguagem imprecisa e por isso não vão contestar as questões para a Fundação Vunesp, responsável pela realização do vestibular da Unifesp.

História

Em história, a coordenadora do Objetivo Vera Lúcia da Costa Antunes, fez nova observação. Uma pergunta que trata da bomba d?e Hiroshima tem como resposta um juízo de valor sobre o governo norte-americano, na seguinte frase: “(E) ignorava princípios éticos para impor a sua primazia político-militar no mundo”.

“Por eliminação, o candidato consegue descobrir a resposta. Mas esse tipo de argumento não costuma ser perguntado. Os professores de história não gostaram”, disse. No restante, segundo Vera, a prova foi boa, com destaque para a facilidade das questões de geografia e biologia.

“A prova de biologia está boa. As questões foram bem razoáveis e, de modo geral, simples. Foi uma prova relativamente fácil para um futuro aluno de biomédicas”, disse o supervisor de biologia do Anglo, Sezar Sasson.

As provas do processo seletivo continuam até esta sexta-feira (14), sempre das 14h às 18h. Nesta quinta-feira (13), acontecem as provas de língua portuguesa, língua estrangeira e a redação. Os candidatos responderão a 45 testes de múltipla escolha (30 questões de língua portuguesa e 15 de língua estrangeira) e devem compor uma redação.

Na sexta, último dia de provas, os vestibulandos fazem o exame de conhecimentos específicos, que será distinto para os candidatos aos diferentes cursos:

Candidatos aos cursos dos campi Baixada Santista, Diadema, São José dos Campos e São Paulo: 20 questões de natureza analítico- expositiva de biologia, química, física e matemática (cinco questões para cada disciplina).

Candidatos aos cursos do campus Guarulhos: 15 questões de natureza analítico-expositiva de língua portuguesa, geografia e história (cinco questões para cada disciplina).

A lista de aprovados será divulgada a partir das 16h do dia 31 de janeiro de 2008.


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: