dcsimg

MPF pede nova anulação do último vestibular


O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) entrou na Justiça com um novo pedido de liminar para anular o vestibular 2008 da Universidade Federal do Amazonas (Ufam ), realizado nos dias 17 e 18 deste mês. O motivo do pedido é o grande número de questões repetidas de vestibulares anteriores nas provas de conhecimentos gerais II e de inglês e espanhol do processo seletivo de 2008.

Ação civil pública foi protocolada na última sexta-feira (22) e está sob análise na 2ª Vara Federal. Segundo o MPF, todas as questões de geografia, biologia, química e física da prova de conhecimentos gerais II foram utilizadas em processos seletivos contínuos (PSCs) realizados pela Ufam em 2003, 2004 e 2005. Já as provas de inglês e espanhol são reproduções das provas aplicadas no processo seletivo macro de verão 2007, tendo sido alterada apenas a ordem das alternativas.

O procurador da República Rodrigo da Costa Lines, autor da ação, afirma que a repetição das questões não privilegia os melhores candidatos inscritos no concurso, e sim o maior conhecimento das provas anteriores aplicadas pela universidade. "Ainda que não haja vedação de repetição de algumas questões, em percentual razoável, é certo que o sigilo das provas e o dever de elaboração das mesmas pressupõe um grau mínimo de ineditismo, o qual, obviamente, não resta observado quando são copiadas todas as questões", diz o texto do processo.

O pedido do MPF/AM inclui ainda a dissolução da Comissão Permanente de Concursos (Comvest) da Ufam, com o afastamento dos atuais membros, e a contratação de uma empresa idônea para realizar os processos seletivos da universidade ou constituição de uma nova comissão.

Banco de questões

De acordo com Raimundo Braga, presidente Comvest, a prova foi elaborada com questões de um banco de dados. "Por causa da suspensão das provas, tínhamos dez dias para fazer o exame e utilizamos o banco de dados. O que é cobrado no vestibular são questões do ensino médio que também estão em livros. Daqui a pouco não será mais possível perguntar quem descobriu o Brasil, pois a resposta correta é sempre a mesma", disse.

Braga disse que a universidade está aguardando ser intimida para falar sobre o assunto e que esta foi a primeira vez que a Ufam utilizou o banco de questões no vestibular. "Isso não constitui fraude e eu acho que não tem absolutamente nenhum problema", afirmou.

Ação também cita que dois dos membros da Comvest possuem parentes disputando vagas no vestibular 2008 da Ufam e nenhum deles foi afastado da comissão. "Eles não tiveram nenhum envolvimento na confecção das provas", disse Braga.

Anulação

Em 20 de dezembro do ano passado, a Justiça Federal determinou a suspensão do vestibular 2008, a pedido do MPF/AM, que alegou ter ocorrido irregularidades na aplicação das provas. Em 10 de janeiro deste ano, os exames de conhecimentos gerais I e de redação, aplicadas no dia 9 de dezembro, foram anuladas pela Justiça. O processo seletivo foi realizado nos dias 17 e 18 de fevereiro.

Ao todo, 23.443 candidatos se inscreveram para disputar as 2.077 que a universidade oferece. A divulgação dos classificados está prevista para o dia 3 de março.


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: