dcsimg

Inscrições começam em 05 de maio


As inscrições para a edição 2008 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam no dia 5 de maio e vão até o dia 30 do mesmo mês. As provas serão aplicadas em 31 de agosto em cerca de 1,4 mil municípios. As datas foram informadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela realização do exame. O exame é voluntário e é aplicado aos alunos que já terminaram (egressos) e para aqueles que estão terminando (concluintes) os estudos do ensino médio em 2008.

A prova tem 63 questões de múltipla escolha sobre o ensino e médio e uma redação. A nota do Enem é usada no processo seletivo de diversas universidade do país e também é um dos critérios para conseguir uma bolsa de estudos do Programa Universidade para Todos (ProUni), do Governo federal. Mais informações podem ser obtidas no site do Enem.

Aumento das médias

Segundo o Inep, em 2007 os alunos tiveram as maiores médias nas questões objetivas dos últimos cinco anos. Na parte composta por 63 testes, os estudantes do país obtiveram média de 51,52, em cem pontos possíveis – bem maior do que em 2006, quando a nota média foi de 36,90.

Também aumentou a diferença de notas entre estudantes da rede particular e da rede pública na parte objetiva do exame. Nesse ano, alunos da rede particular do país atingiram a nota de 68,04 nas questões objetivas, ao passo que a rede pública teve média de 49,20, levando a uma diferença de 18,84 pontos. Em 2006, essa diferença foi de 15,63 pontos (em cem).

Na redação, o desempenho geral foi melhor na edição de 2007: a nota média no Brasil ficou em 55,99 e na edição do ano passado foi de 52,08. A consulta dos candidatos ao boletim individual está disponível no site do Inep.

O Enem no ProUni

O Enem é requisito obrigatório para quem quer tentar bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni), do Governo federal. É preciso o aluno ter média da prova objetiva e da redação de no mínimo 45 para poder pleitear vaga no programa. Como a concorrência é grande, quanto maior for a nota do candidato, maior a chance de ele conseguir uma bolsa.

O programa dá bolsas totais e parciais, de 50% ou 25% do valor da mensalidade, para estudantes de baixa renda que não tenham formação em curso superior. A bolsa integral é dirigida a estudantes que possuam renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Já a parcial, é para aqueles que tenham renda familiar, per capta, de até três salários mínimos.

Há ainda uma bolsa que paga 25% da mensalidade do curso para alunos cuja renda da família seja de até três salários mínimos por pessoa, e que cursem graduações com mensalidade no valor máximo de R$ 200,00.


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: