dcsimg

Universidades da Rússia abrem vagas para estudantes brasileiros


Um convênio firmado entre universidades russas e a Aliança Russa de Ensino Superior - entidade oficial que representa as instituições estatais da Rússia no Brasil - estudantes brasileiros poderão concorrer a cerca de 100 vagas de graduação ou pós-graduação na Rússia, em processo seletivo aberto até o dia 8 de agosto. Entre os cursos estão medicina, direito, engenharia aeroespacial e relações internacionais.

As vagas são preferenciais e são válidas para o embarque em outubro de 2008. Os cursos são parcialmente subsidiados pelo governo. Um curso de medicina, por exemplo, custa US$ 2.800 por ano e um de farmácia US$ 2.400 por ano.

Embora não seja aplicado um teste tradicional como o vestibular brasileiro, o candidato interessado em estudar na Rússia passa por um processo seletivo avaliado pela universidade de sua escolha e administrado pela Aliança Russa no país. A avaliação inclui, entre diversos processos, reunião com os pais, análise de histórico escolar, exames de saúde, exames toxicológicos e checagem de antecedentes criminais, tudo para garantir que o aluno se encaixe no perfil da universidade.

O desconhecimento do idioma é uma preocupação recorrente, mas não é um problema. As universidades russas possuem faculdades preparatórias para o ensino da língua nativa. O tempo de permanência depende de cada um, variando de sete a dezesseis meses. Depois de um teste de proficiência, eles já iniciam a faculdade, morando nos dormitórios da própria instituição.

Além disso, a partir de 2010, os diplomas das universidades russas passarão a ser reconhecidos em toda União Européia (o chamado Diploma Único de Estudos Superiores da Europa).

Novas parcerias

Neste segundo semestre, a Aliança Russa apresenta duas novas instituições parceiras: a Universidade Politécnica de Tomsk, que oferece o curso de engenharia em exploração de gás e petróleo, e a Universidade Estatal Médica de Kursk (KSMU), onde o estudante pode optar por cursar medicina em russo ou em inglês.

Os brasileiros também podem optar por estudar em Moscou, que abriga a Universidade de Moscou Lomonosov, a Universidade da Amizade dos Povos (RUDN) e a Academia Médica Sechenov (MMA); em São Petersburgo, na Universidade Politécnica de São Petersburgo ou em Bélgorod, na Universidade Estatal de Bélgorod (BelGU).

No Brasil desde 2005, a Aliança Russa já intermediou a ida de aproximadamente 270 brasileiros para essas universidades. Mais informações sobre os cursos podem ser obtidas no site da Aliança Russa.


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: