dcsimg

Alunos reclamam do tamanho da prova do Enem 2008


O bicho-papão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2008, aplicado neste domingo (31), foi a extensão da prova: ao todo foram 18 páginas carregadas de textos, gráficos, tabelas e figuras. Os leitores do G1, deram seu veredicto: “A prova estava bastante cansativa comparando a provas anteriores (...). Ganhei uma dor de cabeça incrível quando entreguei a prova!”, aponta um dos candidatos.

> Confira aqui Provas e Gabaritos do Enem 2008

“Achei que os enunciados eram muito extensos e muito difíceis para muito pouco tempo de prova. Na metade da prova não conseguia mais prestar atenção ao que estava lendo e tive que chutar, não deu tempo”, comentou outro candidato.

Há quem pensa em ir além: “É galera vamos protestar!!! Pois só assim eles [os organizadores] observam o que nós achamos. (...) Fazer a leitura de questões gigantescas para respostas básicas, assim não dá”.

O exame foi mais cansativo do que a média dos últimos anos, embora tenha apresentado praticamente o mesmo número de páginas. De fato, ao todo estiveram presentes na prova 14 gráficos, dez figuras, quatro tabelas e duas charges.

No geral, a avaliação desse ano foi a mais exigente, mais longa e mais difícil dos últimos quatro anos. A prova tinha muito texto, tabelas e gráficos para se manter interdisciplinar e acabou ficando muito extensa. Nem todas as questões “tinham a resposta certa na pergunta”, uma característica do Enem. Em provas anteriores, bastava ler com atenção o enunciado que o aluno encontrava a alternativa correta. Nessa edição isso não aconteceu em todas as questões e exigiu mais conhecimento do candidato.

A prova do Enem

A prova foi aplicada neste domingo (31), das 13h às 18h e teve mais de quatro milhões de inscritos. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela aplicação da prova, informou que o índice de abstenção só deve ser anunciado em 15 dias.

A prova é formada por 63 questões de múltipla escolha interdisciplinares de conhecimentos gerais (do conteúdo do ensino médio) e uma redação (que deve ser escrita na modalidade dissertação).

O exame não é obrigatório, mas a adesão aumentou consideravelmente nos últimos anos porque a nota é utilizada como bônus na pontuação em mais de 500 instituições de ensino superior. Algumas utilizam apenas a nota do Enem como critério de seleção.

Ter partitipado do Enem também é requisito obrigatório para o estudante que quer pleitear uma bolsa de estudos no Programa Universidade para Todos (ProUni).


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: