dcsimg

Governo de SP deve criar 6.600 vagas para graduação à distância em 2009


O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), assinou na última quinta-feira, 09, um decreto que lança a Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), programa de educação a distância voltado para a capacitação dos professores da rede estadual de ensino fundamental e médio, previsto para começar em 2009. De acordo com a Secretaria de Ensino Superior, cerca de 6.600 vagas de graduação e 110 mil vagas para pós-graduação - gratuitas - devem ser criadas no Estado próximo ano.

Segundo informações da Secretaria de Ensino Superior, no Estado, há mais de 65 mil professores de ensino infantil sem graduação. Já no ensino fundamental, de 1ª a 4ª séries, quase 35 mil professores também não possuem diploma superior. "A Univesp pode ajudar muito a aumentar a qualidade do ensino médio, pois há escassez de professores capacitados nessa área", afirmou Serra.

Como o programa é uma parceria com as universidades estaduais paulistas, as vagas de graduação de de pós-graduação serão divididas - inicialmente - entre USP (Universidade de São Paulo), Unesp (Universidade Estadual Paulista) e Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Das 6.600 vagas de graduação previstas, 5.000 serão destinadas ao curso de pedagogia (Unesp), 700 à licenciatura em biologia e 900 à licenciatura em ciências (USP).

Paralelamente, serão ofertadas 110 mil vagas em 16 cursos de pós-graduação, sendo 13 voltados para a especialização nas disciplinas de ensino fundamental e médio - como matemática, física, química etc. - e três cursos de gestão escolar, para docentes com cargos de liderança.

Segundo a secretaria, ainda não foi definido como será o processo de seleção para os cursos ou o início da data das aulas. No entanto, a expectativa é que parte destas vagas já estejam disponíveis no primeiro semestre do próximo ano.

Metodologia

Os alunos deverão assistir aos programas-aula em 70 pólos de ensino, distribuídos entre as universidades pelo Estado. Os mesmos programas-aula serão transmitidos em um canal de TV digital, com conteúdo 24 horas, criado em parceria com a Fundação Padre Anchieta. A Univesp contará ainda com fóruns de discussão virtuais, teleconferência com tutores e professores, entre outros recursos.

Paralelamente, os alunos receberão apoio pedagógico via telefone, por meio de um 0800, ou por canais de chat pela internet. As avaliações também ocorrerão nos pólos de ensino. Cada universidade - USP, Unesp e Unicamp - tem até fevereiro de 2009 para apresentar o conteúdo pedagógico de suas disciplinas.

De acordo com a assessoria do governo de São Paulo, serão investidos R$ 152 milhões no programa, sendo R$ 52 milhões da Secretaria de Educação e R$ 25 milhões por ano - nos próximos quatro anos - da Secretaria de Ensino Superior.

Fonte: Jornal Folha de S. Paulo


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: