dcsimg

Universidades públicas fluminenses atraem estudantes de SP


Atraídos pelo ensino de qualidade de uma universidade pública, muitos vestibulandos miram seus alvos também para fora do próprio Estado para aumentar a chance de entrar num curso concorrido. Para quem tem como destino o Rio de Janeiro, o Fovest fez um levantamento das principais características das provas das seis universidades estaduais e federais.

No processo seletivo da UFRJ, que tem uma única fase e começa neste domingo, os 51.556 candidatos inscritos farão provas discursivas nos dois dias de exame. A segunda prova será duas semanas depois, dia 23. Estão em disputa 7.682 vagas (797 criadas para 2009).

A redação já é no primeiro dia, quando também haverá uma prova de português e mais quatro ou cinco provas de disciplinas não-específicas à carreira escolhida.

O número de provas varia porque os cursos são divididos em seis grupos conforme a área. No grupo 6, em que estão cursos como direito, história e relações internacionais, os vestibulandos também fazem uma prova de filosofia.

O segundo dia do vestibular da UFRJ é reservado para as provas específicas, que são três.

"Para o candidato que não é do Rio ter uma comparação, o estilo das provas da UFRJ se assemelha muito ao do vestibular da Unicamp, que aplica exames dissertativos", afirma Rui Alves, diretor de ensino do Colégio e Curso PH, no Rio.

No dia 16, é a vez da primeira fase da UFF, que terá 75 questões de múltipla escolha. Segundo Manuel Gomes, diretor de ensino da Rede GPI, no Rio, a prova costuma ser bastante contextualizada. "Não há separação entre as disciplinas."

Para Rodrigo Piraciaba Costa, diretor de vestibular do Sistema Elite, mesmo interdisciplinar, a prova da UFF é a que cobra o conteúdo de maneira mais clara. "É um exame bastante objetivo e não tem como o vestibulando se confundir."

No dia 20, a UniRio aplica a prova da sua primeira fase com 70 testes. A instituição também aceita o ingresso exclusivo pela nota do Enem. O resultado dos aprovados por esse sistema será divulgado no dia 17

Ainda neste mês, dias 29 e 30, a UFRRJ realiza o seu vestibular. No primeiro dia, a prova de conhecimentos gerais tem 70 testes, mas pode haver uma ou outra questão discursiva.

"Isso já aconteceu antes, mas o estudante não precisa se preocupar, porque são bem diretas e não devem dar trabalho", afirma Gomes, da Rede GPI. Em São Paulo, a prova será aplicada na cidade de São José dos Campos.

A segunda fase da Uerj, que acontece no dia 7 de dezembro, é bastante parecida com a segunda fase da Fuvest. O processo seletivo da Uerj vale também para o ingresso nas academias militares e na Uenf, que realiza ainda um vestibular separado para três de seus cursos. Os nomes dos aprovados nos exames de qualificação da primeira fase estão no site da instituição.

Nenhuma das universidades cobra a leitura de uma lista de livros, como nos vestibulares paulistas mais disputados.

Uma recomendação sempre válida é dar uma olhada nas provas dos anos anteriores, disponíveis nos sites das instituições, como fez Marina Andrade, 18, candidata a uma vaga no curso de medicina da UFF e da Uerj. "Foi bom para conhecer o estilo das provas."

Caio Trigoli Komatsu, 19, que também fará o vestibular da UFF, mas para o curso de engenharia metalúrgica, conta que imprimiu as provas da UFF, mas mantém seu estudo focado na Fuvest, onde tentará uma vaga em mecatrônica.

"Com o tempo curto, o vestibulando não tem como se especializar em cada prova. É preciso mesmo focar. Mas, se ele estiver preparado para Fuvest e Unicamp, estará pronto para as públicas do Rio", avalia Alves, do Colégio e Curso PH.

Horário

O candidato deve ficar atento ao horário dos vestibulares do Rio, pois alguns serão de manhã cedo - em São Paulo, a maioria costuma ser à tarde. Nas duas fases da UFF e da UniRio, na segunda etapa da Uerj e nos dois dias de prova da UFRJ, por exemplo, os exames terão início às 9h.

O vestibulando deve chegar às 8h no local de prova. No caso da UFRRJ, as provas começarão às 13h. Além disso, boa parte dos processos seletivos será no domingo, dia em que o transporte coletivo é reduzido. Quem for fazer prova fora da cidade em que mora deve, por precaução, viajar no dia anterior.

Fonte: Jornal Folha de S. Paulo


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: