dcsimg

Quem não passar na 1ª lista deve declarar interesse por vaga


UFSCar, USP e Unicamp. As três universidades públicas paulistas divulgam suas listas de aprovados até quinta-feira. No total, são cerca de 80 mil vestibulandos, ansiosos, à espera de ver os seus nomes entre os 16.728 aprovados dos três processos seletivos - que incluem ainda, no caso da Fuvest, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa e a Academia de Polícia Militar do Barro Branco.

Mas mesmo quem não for chamado nesta semana pode ter esperança: a Fuvest tem quatro listas programadas; a Unicamp, 11; e a UFSCar, sete. Ou seja, quem não foi aprovado de primeira pode ser convocado para a matrícula nas listas seguintes.

Na Fuvest 2008, por exemplo, foram chamados 2.600 candidatos depois da primeira chamada para a matrícula -na segunda lista havia 1.684 candidatos, na terceira, 841, e, na quarta e última, 75.

Mas atenção: geralmente, para concorrer às vagas que não são preenchidas após o primeiro prazo para a matrícula, tanto em escolas públicas como particulares, os candidatos devem fazer a declaração de interesse pela vaga. É bom o aluno classificado ler o manual com atenção. Cada vestibular tem um calendário diferente, e, se não fizer a declaração no dia indicado, não tem chance.

Na Unicamp, a declaração deve ser feita após a terceira chamada. Já na UFSCar, é após a primeira lista - todas as informações estão nos manuais de cada processo seletivo.

A declaração de interesse pela vaga diminui a rodagem das listas, pois, com a medida, só candidatos realmente interessados são chamados.

No ano passado, a lista de Direito no Mackenzie, um dos cursos mais concorridos da instituição, rodou até além do candidato número 750 - eram 280 vagas. Foram sete listas no ano passado. Neste ano, o Mackenzie terá oficialmente cinco listas, mas sempre anda mais. O vestibulando tem que ficar atento.

Com 150 vagas, o Ibmec-São Paulo deve chamar neste ano cerca de 15 candidatos da lista de espera - normalmente são cerca de 10% do total. O que acontece é que muitas vezes quem entra no Ibmec-SP entra também na USP.

Candidatos que têm vários endereços de e-mail devem acessá-los todos os dias para checar as mensagens novas. Há candidatos que são chamados após a divulgação da primeira lista e ficam sabendo só depois, quando o prazo de matrícula já acabou.

Pressão

"Minha família inteira fica perguntando se eu passei", afirma a vestibulanda Thamyris Cruvinel, 17. Ela está animada com o resultado da Fuvest. Somando com a nota do Enem, ela fez 41 pontos no vestibular, e a nota de corte do seu curso - lazer e turismo na USP Leste - foi 35. "Tomara que eu passe, mas é um tipo de pressão [a cobrança dos parentes], uma coisa muito chata", reclama.


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: