dcsimg

Ampliado o prazo para aderir ao novo vestibular


As universidades federais terão mais prazo - até o dia 8 de maio - para aderir à unificação do vestibular por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), proposta pelo o Ministério da Educação (MEC). A informação foi divulgada nesta segunda-feira pela secretária de Educação Superior, Maria Paula Dallari Bucci, durante o seminário realizado pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), em Brasília.

Anteriormente, a data limite iria até o próximo dia 30, mas muitas universidades ainda não anunciaram sua opção. A intenção é construir um mapa das universidades participantes para organizar a aplicação da prova.

Proposto pelo ministério como forma de acesso ao ensino superior, em substituição aos atuais vestibulares, o novo Enem foi discutido com membros da Andifes e sua forma de utilização, reformulada.

Atualmente, as universidades que decidirem usá-lo terão quatro possibilidades: o Enem como fase única; como primeira fase; como fase única para as vagas remanescentes do vestibular; ou combinado ao atual vestibular da instituição. Neste último caso, a universidade definirá o percentual da nota do Enem a ser utilizado para a construção de uma média junto com a nota da prova do vestibular.

Cada uma das 55 universidades federais poderá escolher como utilizar o novo Enem em seu processo seletivo. As instituições poderão mudar a forma de utilização do exame de um ano para o outro ou optar por mais de um modo de participação, de acordo com o curso pretendido pelo candidato.

Por exemplo, a mesma universidade poderá usar o Enem como única possibilidade de ingresso à maioria dos cursos e como primeira fase para cursos que exijam provas de aptidão.


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: