dcsimg

Sem Enem, nota de corte da deve cair


Sem a inclusão do Enem para compor a pontuação da primeira fase, a nota de corte da Fuvest deve cair - isso não significa, porém, que o vestibular será mais fácil, afirma a USP.

O exame valia até 20% da nota do aluno na primeira fase. Diferentemente do Inclusp - que dá bônus de até 12% -, não era preciso ter estudado na rede pública para que a nota fosse levada em conta. "Como o desempenho dos alunos no Enem era sempre melhor do que na primeira fase da Fuvest, as notas de todos os candidatos acabavam sendo maiores, pois o Enem compunha a nota da Fuvest", explica Mauro Bertotti, coordenador do grupo de trabalho responsável pelo vestibular na USP. "Se as notas de todos os candidatos aumentam, a nota de corte, por carreira, também aumenta." Na prática, disse, a classificação dos alunos vai variar pouco.

Para Tadeu Terra, do COC, o que vai continuar diferenciando o candidato da USP é a preparação. "O Enem ajudava o aluno com deficiência de conteúdo, que compensava com uma boa nota no exame. Mas, para os alunos que tinham o mesmo nível de formação, a nota contava muito pouco."


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: