dcsimg

Reitores das federais do Rio de Janeiro reafirmam apoio ao exame


As quatro universidades federais do Rio de Janeiro utilizam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em seus processos seletivos de estudantes. As instituições fazem parte do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

O reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Aloísio Teixeira, acredita que a possibilidade de utilizar o Enem como forma de ingresso nas instituições públicas de educação superior é uma conquista para as universidades e para o país. “O antigo mecanismo de vestibular era excludente, ao contrário do exame unificado”, destaca Teixeira. Este é o primeiro ano em que a UFRJ entra no Sisu, com 40% das vagas e mais 20% que aliam o Enem a políticas afirmativas voltadas para alunos oriundos de escolas públicas.

Na visão de Roberto Salles, reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), a ocorrência de erros gráficos em algumas provas aplicadas no último fim de semana não ameaça o processo de implantação do novo Enem. “Os vestibulares tradicionais atraem, em média, 50 mil pessoas e o Enem movimentou 4,6 milhões de candidatos. Dentro desse volume de provas rodadas é natural que haja um ou outro problema pontual, o que não coloca em risco a credibilidade do sistema”, avalia.

“Houve, sim, um erro. Mas, em hipótese alguma, compromete a confiabilidade do Enem”, acrescenta o reitor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Ricardo Miranda. Ele lembra que o modelo do exame é consagrado internacionalmente, utilizado em diversos países. “Permite que provas com o mesmo nível de dificuldade sejam feitas em momentos diferentes e sejam comparáveis no tempo.”

Para Malvina Tuttman, reitora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), o Enem se destaca como instrumento importante de acesso para todos os jovens que desejam entrar na universidade. “Na Unirio, continuaremos defendendo a forma democrática de acesso à educação superior. Isso torna a instituição mais plural e respeitosa.”

Mobilidade estudantil – Na primeira edição do Sisu, realizada no primeiro semestre deste ano, 5.189 candidatos do Rio de Janeiro se matricularam em instituições participantes do sistema. Desses, 4.754 efetuaram a matrícula em instituições do próprio estado e 435 em instituições de outros estados, o que representa uma mobilidade de 8,38%.

A média nacional de mobilidade foi de 25,02%. O Sisu do primeiro semestre selecionou candidatos às 47 mil vagas em instituições públicas de ensino superior – universidades federais e estaduais e institutos federais de educação, ciência e tecnologia.

Veja nota do reitor da Universidade Federal Fluminense sobre o Enem.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social - MEC


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: