dcsimg

Dicas para fazer cursos técnicos durante o Ensino Médio

  • author

Quem já conclui o Ensino Fundamental e pretende entrar cedo para o mercado de trabalho, tem a oportunidade de fazer um curso técnico profissionalizante, antes de ingressar em um curso superior (faculdade).

O que são os cursos técnicos?

São cursos de nível médio (estão entre o Ensino Médio e o Ensino Superior) que têm como objetivo capacitar o aluno para o mercado de trabalho. Sendo assim são mais focados na prática (muitos são 100% práticos) do que na teoria, diferentemente de um curso superior de graduação. Para ter um diploma de curso técnico é necessário concluir o Ensino Médio.

Atualmente os cursos técnicos estão distribuídos entre treze áreas tecnológicas:

1.    Ambiente e Saúde

Exemplos: Técnico em Meteorologia, Técnico em Enfermagem, Técnico em Imagem Pessoal.

2.    Desenvolvimento Educacional e Social

Exemplos: Técnico em Secretaria Escolar, Técnico em Treinamento de Cães-Guia

3.    Controle e Processos Industriais

Exemplos: Técnico em Análises Químicas, Técnico em Mecatrônica

4.    Gestão e Negócios

Exemplos: Técnico em Marketing, Técnico em Administração

5.    Turismo, Hospitalidade e Lazer

Exemplos: Técnico em Eventos, Técnico em Hospedagem

6.    Informação e Comunicação

Exemplos: Técnico em Computação Gráfica, Técnico em Programação de Jogos Digitais

7.    Infraestrutura

Exemplos: Técnico em Edificações, Técnico em Portos

8.    Militar

Exemplos: Técnico em Artilharia Antiaérea, Técnico em Desenho Militar

9.    Produção Alimentícia

Exemplos: Técnico em Alimentos, Técnico em Apicultura

10. Produção Cultural e Design

Exemplos: Técnico em Cenografia, Técnico em Artes Visuais

11. Produção Industrial

Exemplos: Técnico em Biocombustíveis, Técnico em Cerâmica

12. Recursos Naturais

Exemplos: Técnico em Agricultura, Técnico em Mineração

13. Segurança

Exemplos: Técnico em Defesa Civil, Técnico em Segurança do Trabalho

Quais os tipos de curso técnico?

Existem três tipos de curso técnico: o integrado, o concomitante (externo ou interno) e o subsequente. Observe o quadro abaixo para entender cada um deles.

INTEGRADO

CONCOMITANTE

SUBSEQUENTE ou PROFISSIONALIZANTE

É quando o aluno faz o curso técnico integrado ao Ensino Médio (na mesma escola e mesma sala). É necessário concluir o 1º ano. Aí sim, a partir do 2º ano, algumas matérias do conteúdo curricular regular do Ensino Médio são substituídas por outras essenciais para a formação do aluno no curso técnico que ele optou. Portanto, este tipo de curso substitui parcialmente o Ensino Médio.

É quando o aluno faz o Ensino Médio regular simultaneamente com um curso técnico, mas em horários diferentes (pode ser na mesma escola ou escola diferente, ou seja, concomitância externa ou interna). Para este tipo de curso, é exigido que o aluno já esteja cursando o 2º ou 3º ano do Ensino Médio para poder matricular-se.

Como a própria palavra “subsequente” diz, é quando o aluno inicia o curso após a conclusão do Ensino Médio.

A seguir, as particularidades referentes a cada modalidade de curso:

O curso técnico integrado ao Ensino Médio é aquele que dá formação profissionalizante mais rápida ao aluno, sem que ele tenha o seu tempo tomado integralmente. É o curso mais básico entre todas as modalidades, onde o aluno aprende a profissão da forma mais simples. E também dá ao aluno apenas uma formação básica referente à grade curricular do Ensino Médio, o que poderá dificultar na hora de fazer uma prova de vestibular ou similar.

Já o curso feito simultaneamente ao Ensino Médio (concomitância externa ou interna), embora também tenha um grau de dificuldade baixo em relação às matérias do curso optado, não tira do aluno o conteúdo curricular do Ensino Médio, facilitando sua entrada na faculdade (as provas de vestibulares não serão um “bicho de sete cabeças”). Pela concomitância, exige que o aluno estude em dois turnos.

O curso técnico Subsequente ou Profissionalizante já tem um nível melhor no que se refere ao aprendizado, pois o grau de dificuldade aumenta, dando um conhecimento mais avançado, fornecendo uma formação mais completa e valorizada, pois o aluno aprende apenas as matérias profissionalizantes durante sua formação. Exige que o aluno conclua o Ensino Médio.

Portanto, seja qual for a modalidade de curso técnico que se pretenda fazer, vale ressaltar que antes de escolher, é importante pesquisar para saber quais as áreas de trabalho que estão em alta no mercado. Levar em conta a possível vocação (se já a descobriu). Se ainda não, esta pesquisa pode ajudar na hora de optar.

No site do Ministério da Educação e Cultura (MEC) tem a relação de quantos e quais são os cursos oferecidos no país. Para fazer esta consulta, clique aqui. Mas antes de se matricular, é importante saber se o curso atende suas expectativas e se é um curso de qualidade.




Comentários