dcsimg

Engenharia de Software: curso, mercado e onde estudar

  • author

O mercado da Tecnologia da Informação cresce de forma alucinante. É hora de aproveitar e se graduar na área. Que tal fazer Engenharia de Software?

Se você tem afinidade com a área de Exatas e gosta de programação — ou tem interesse em aprender — graduar-se em Engenharia de Software pode ser o seu caminho profissional.

Tudo que é ligado à computação, informática e tecnologia evolui o tempo todo. A todo momento há uma inovação, um produto ou um conceito novo. Por isso, esse mercado não satura, pelo contrário, cada vez mais abre novas frentes de trabalho.

Prova disso é que o Brasil se destaca como um dos maiores investidores na América Latina no mercado de softwares e ocupa a 9ª posição mundial, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Softwares (ABES).

A boa notícia se você pretende ingressar na área é que se estima que até 2020 a carência de profissionais em TI alcance aproximadamente 400 mil postos de trabalho. Ou seja: você pode começar agora e estar lá para ocupar o seu lugar.

A profissão de engenheiro de software e o mercado de trabalho

Os serviços automatizados estão cada vez mais presentes nas empresas. A transformação digital é uma tendência que aponta o futuro das organizações nos próximos dez anos.

Plataformas digitais estão cada vez mais intuitivas, a cada dia surgem novos aplicativos e jogos digitais, a gamificação é uma tendência na educação e na Administração.

Todos esses cenários nos remetem a um profissional que projeta e desenvolve programas, aplicativos e sistemas: o engenheiro de software.

As principais funções do engenheiro de software são:

  • Desenvolver aplicativos e softwares
  • Projetar o design estrutural de programas
  • Administrar projetos ligados aos softwares
  • Conduzir testes nos sistemas

Esses profissionais também operam em atividades ligadas à administração de bancos de dados e manutenção de sistemas.

A área de trabalho desse profissional é bem ampla e, como já dissemos, o mercado está bem aquecido.

Veja algumas das possibilidades de atuação do engenheiro de software:

  • Institutos e centros de pesquisa
  • Desenvolvimento de programas educativos e de jogos
  • Desenvolvimento de sistemas de gerenciamentos para empresas
  • Desenvolvimento de sistemas de apoio à área de medicina
  • Desenvolvimento de softwares para sistemas eletrônicos embarcados

O perfil do engenheiro de software

Programação não é necessariamente o foco do trabalho desse profissional, no entanto, é preciso que conheça as principais linguagens de programação e seu funcionamento. Python, C++, C#, Visual Basic e JavaScript são alguns exemplos.

Além disso, deve dominar as habilidades matemáticas, visto que parte de seu trabalho é criar algoritmos (um passo a passo das instruções das operações).

Também precisam ser bons administradores de bancos de dados, pois muitos sistemas interagem com essas aplicações.

Como é a formação na área de Engenharia de Software

Os cursos de Ciência da Computação também capacitam profissionais para atuarem no mercado de softwares, além da graduação em Engenharia de Software.

O curso de Engenharia da Computação, por exemplo, compreende o desenvolvimento de softwares e programas, complementado pelo desenvolvimento de hardware.

Muitos outros cursos — e vários de graduação tecnológica — oferecem a formação baseada em desenvolvimento de aplicativos e softwares. Os tecnológicos, por exemplo, formam em áreas específicas e têm duração menor, o que pode acelerar a sua carreira.

Dá uma olhada nas opções:

  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Jogos Digitais
  • Tecnologia da Informação
  • Banco de Dados
  • Gestão de TI
  • Internet das Coisas

Caso a universidade onde você pretende estudar não tenha exatamente o curso de Engenharia de Software, você tem várias outras opções.

O campo de TI é extenso, o nível de empregabilidade no setor é alto, como pode ver, só há motivos para você escolher um desses cursos e começar a trilhar uma carreira bem-sucedida.

Onde fazer cursos da área de Tecnologia da Informação (TI)

Caso você não encontre especificamente o curso de Engenharia de Software, estas instituições de ensino têm muitas opções em cursos de desenvolvimento de sistemas e softwares, além do curso de Ciência da Computação:

Os cursos são oferecidos nas modalidades presencial, semipresencial e a distância. Todos são autorizados e reconhecidos pelo MEC.

O ingresso se dá por meio de prova tradicional (vestibular), prova agendada ou nota do Enem. Você pode verificar também as opções em descontos, bolsas de estudos e financiamentos.

Você pode também se interessar por:

Descubra como ganhar bolsas de estudo com a nota do Enem

Veja as 10 faculdades online com menores mensalidades

Agora conta pra gente: Tecnologia da Informação é a sua área? Qual curso e universidade você escolheu e por quê? O espaço dos comentários é todo seu!




comentarios Comentários