Home PreparaçãoBanco de QuestõesPortuguês Os Bruzundangas, de Lima Barreto

Os Bruzundangas, de Lima Barreto

by

1.

(ACAFE) Sobre a obra Os Bruzundangas, é incorrreto afirmar que:

a) o livro apresenta um narrador brasileiro que visitou o país dos bruzundangas que em tudo se assemelha
ao Brasil.
b) além da sátira, são recursos presentes na obra: o ridículo, o cômico, a paródia e o humor amargo.
c) os textos que compõem a obra fazem de Lima Barreto um escritor extremamente arcaico e
suburbano, nada apresentando de moderno.

d) uma das características de “Os Samoiedas” é que Lima Barreto ironiza os literatos eruditos e oficiais,
cuja linguagem pomposa e arcaizante é incompreensível para a maioria dos leitores.
e) “Sua excelência é um dos textos mais contundentes da Língua Portuguesa sobre a relação de dependência
entre dominado e dominador […]”

2. (ACAFE) Em Os bruzundangas, Lima Barreto cria um país parecidíssimo com o Brasil do
começo do século e o de hoje, cheio de elites incultas dominando um povo, com racismo (javaneses lá,
mulatos como o autor cá), pobreza, obsessão com títulos e riquezas e uma literatura de enfeite, sem
sentido e desatualizada. O livro é um diário de viagem de um brasileiro que morou tempos na Bruzundanga,
conheceu sua literatura, a escola samoieda (falsa, monótona e afastada da cultura, com autores fúteis e
aconchavados com a classe dominante); sua economia confusa que exauri a riqueza do país, sendo dominada
pelos cafeeiros da província de Kaphet. Apresentando situações ridículas e cômicas, o autor faz duras
críticas aos governantes e aos eruditos da época. A direção de sua coerente crítica social seria
retomada pelo melhor do romance dos anos 30. Essa obra de Lima Barreto faz parte de uma fase da
literatura brasileira conhecida como:

a) Naturalismo
b) Parnasianismo
c) Pré-Modernismo

d) Arcadismo
e) Pós-Modernismo

Posts Relacionados