dcsimg

Confira quais foram as mudanças feitas no Enem 2018


Em 2018, o Ministério da Educação (MEC) deu uma mexida nas nossas cabeças quando apresentou novas e determinantes alterações no Enem.

O principal se manteve: fica tudo como está em relação à quantidade de provas, às matérias cobradas, ao formato do exame e ao período de aplicação

Mas o que mudou, mudou bastante.

E quando a gente fala de Enem, já sabe: quem não dançar conforme a música, corre o risco de ficar de fora das provas.

Por isso é bom saber, em detalhes, quais foram as principais mudanças feitas no Enem 2018.

A gente revela tudo a seguir.

Mudança 1 –  Alteração no modelo de solicitação de isenção

Essa é a principal mudança do Enem 2018. Os candidatos que planejavam pedir isenção da taxa de inscrição (que custa R$ 82) quase foram pegos de surpresa.

É que, se antes tudo era feito durante as inscrições do Enem, em 2018 foi preciso fazer todo o processo com 40 dias de antecedência – ou seja: apenas poucos dias depois da divulgação do edital.

Foi uma correria. Quem tinha planos de solicitar a isenção teve que fazer o pedido no mês de abril, entre os dias 2 e 11 (e que foi estendido até o dia 15).

O benefício é concedido aos estudantes do ensino médio matriculados na rede pública de ensino, mas também vale para quem se encaixa em certos requisitos determinados pelo MEC.

Todo esse pessoal precisou se adiantar e fazer a solicitação, sob o risco de ter que arcar com o valor da inscrição. 

Candidatos que pediram isenção tiveram que fazer a inscrição normalmente, junto com todos os outros participantes.

Mudança 2: justificativa de ausência no Enem de anos anteriores

Quem recebeu isenção da taxa de inscrição e não foi fazer a prova em 2017 teve que suar a camisa para explicar ao MEC o motivo da falta e por que solicita o benefício novamente.

Em 2018, o Ministério resolveu que não daria mais colher de chá aos faltosos. Dessa vez eles tiveram que apresentar uma desculpa formal: um atestado médico, um documento judicial, uma certidão pública ou um boletim de ocorrência.

Ainda assim, não houve garantias de sucesso.

Os alunos nessa situação precisaram monitorar a decisão do MEC todos os dias, até pouco antes da abertura das inscrições.

Quem teve a justificativa rejeitada precisou arcar com o valor da inscrição para se inscrever no Enem.

Mudança 3: novo tempo de prova do segundo dia do Enem

Essa mudança é mais do que positiva. A partir de 2018, o segundo dia de provas contará com meia a hora a mais que nos anos anteriores.

É uma boa, já que no segundo domingo os candidatos encaram as provas de Matemática e Ciências da Natureza, que exigem muito cálculo, raciocínio lógico e paciência.

No total, as duas provas do segundo dia terão duração de cinco horas!

Agora elas começam às 13h30 e terminam às 18h30.

Mudança 4: Vistoria de itens e artigos religiosos

A partir de 2018, os candidatos do Enem terão que permitir que seus itens religiosos passem por inspeção de segurança, como detectores de metais. A medida inclui quipás, lenços e burcas. Quem se recusar a fazer isso é desclassificado do exame.

A medida foi criada para evitar fraudes. 

Mudança 5: Direitos Humanos na redação

No edital do Enem 2018 não há mais penalidade máxima (nota zero) para quem fizer uma proposta de solução para a redação que não leve em conta a questão dos Direitos Humanos.

Mas isso não significa que você possa falar o que vier à mente. Os candidatos que desrespeitarem os Direitos Humanos podem perder pontos preciosos na correção.

Mudanças recentes que permanecerão em 2018

Algumas mudanças radicais que aconteceram na edição de 2017 vão se manter na edição de 2018.

São elas:

  • Realização das provas em dois domingos consecutivos e com aplicação por área de conhecimento (veja detalhes no tópico a seguir).
  • O exame não pode mais ser usado para quem busca certificação do ensino médio. Para isso é preciso recorrer a outra prova, o Exame para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA).

Calendário Enem 2018

Já que estamos falando de Enem 2018, não custa reforçar as principais datas do exame. Anote aí:

  • Inscrições: 7 a 18 de maio
  • Prazo máximo para pagamento da taxa de inscrição: 23 de maio
  • Solicitação de atendimento pelo nome social: 28 de maio a 3 de junho
  • Liberação do cartão de confirmação da inscrição: última semana de outubro
  • Primeiro dia de provas: 4 de novembro, com Linguagens e Códigos, Ciências Humanas e Redação
  • Segundo dia de provas: 11 de novembro, com Matemática e Ciências da Natureza.
  • Divulgação do gabarito oficial: até 14 de novembro
  • Divulgação dos resultados oficiais: segunda quinzena de janeiro de 2019

Onde estudar com o Enem 2018

Você provavelmente já sabe que uma boa nota no Enem pode render vaga em centenas de faculdades públicas e particulares por todo o Brasil.

Pois bem, esse benefício continua firme e forte em 2018.

A gente separou a seguir algumas sugestões para você que está em busca de faculdades de qualidade reconhecida pelo MEC, que tenham excelente infraestrutura e contem com cursos em diferentes áreas do conhecimento. Dê uma olhada:

Veja também:

Quem pode fazer o Enem? 

Anotou aí todas as mudanças do Enem 2018? Tem mais alguma dúvida? Compartilhe com a gente aqui nos comentários!

Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: