dcsimg

Saiba quantos pontos você precisa tirar no Enem para conseguir o ProUni


Quem vai tentar uma bolsa de estudo pelo ProUni deve ter em mente que existem dois tipos de nota. A primeira delas é a pontuação mínima para se inscrever no programa e ter o direito de concorrer a uma vaga. A outra é a nota necessária para ser aprovado e conseguir, de fato, a bolsa.

Esta última é chamada de “nota de corte” e varia bastante conforme o curso e a universidade escolhidos. A concorrência por uma vaga está cada vez mais acirrada, portanto, quanto maior for sua pontuação maiores serão as chances de ser aprovado.

Mas atenção! O ProUni só aceita candidatos que tenham feito a prova mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Confira a seguir quantos pontos você deve tirar no Enem para conseguir uma bolsa pelo ProUni. Veja também quais os requisitos mínimos para se inscrever.

 

Qual a nota mínima do Enem para se inscrever no ProUni?

Para concorrer a uma bolsa de estudos pelo ProUni o candidato precisa ter atingido um mínimo de 450 pontos na média geral das provas e nota maior que zero na redação.

Estas duas condições precisam ser atendidas ao mesmo tempo. Se a sua pontuação média for maior que 500 por exemplo, mas você tirou zero na redação, ficará de fora da disputa.

Mas não se preocupe em ter que fazer estes cálculos ou mesmo lembrar da nota que você tirou. O sistema de inscrição do ProUni é totalmente informatizado e faz isso sozinho. Basta informar o número de inscrição e senha do Enem que o site do ProUni recupera sua nota automaticamente e informa se você pode se candidatar.

 

Quantos pontos é preciso tirar no ENEM para conseguir o ProUni?

O ProUni abre inscrições duas vezes ao ano (uma por semestre) e a nota de corte muda a cada nova edição do Programa.

Conheça os principais fatores que influenciam no cálculo desta nota:

  • A universidade: se a instituição escolhida tem boa reputação, pode atrair muitos estudantes, o que acaba aumentando a nota de corte.
  • O curso: alguns cursos são sempre muito concorridos. Medicina, por exemplo, costuma ter notas de corte altíssimas, independentemente da faculdade. Já aqueles com menor procura podem ter notas de corte bem próximas ao mínimo exigido.
  • A modalidade de concorrência: O ProUni reserva algumas vagas para as ações afirmativas (ou cotas). Ao contrário do que pensa o senso comum, elas não são muito mais baixas do que as notas de corte da ampla concorrência e em alguns casos chegam a ser mais altas.
  • O desempenho dos outros candidatos: Se os candidatos inscritos em uma mesma vaga, no mesmo curso, turno, faculdade e modalidade de concorrência tiverem um bom desempenho no Enem, então a nota de corte para esta vaga será alta. Agora, se a maioria dos candidatos que disputam uma mesma vaga tiverem notas baixas no Enem, a nota de corte diminui.

Só é possível saber exatamente qual será a nota de corte depois que o período de inscrição é encerrado.

Porém, se analisarmos as notas das últimas edições do ProUni, podemos ter uma ideia de quantos pontos são necessários para garantir uma vaga.

Veja quais foram as notas de corte mais altas dos últimos anos:

  • De 800 a 850 pontos – Direito e Medicina.
  • De 750 a 800 pontos – Psicologia e Engenharias.
  • De 700 a 750 pontos – Administração, Arquitetura, Enfermagem, Nutrição e Odontologia.
  • De 650 a 700 pontos – Farmácia, Fisioterapia, Recursos Humanos, Sistemas Web e Web Design.
  • De 600 a 650 pontos – Medicina Veterinária, Oceanografia, Produção Agrícola.
  • Até 600 pontos – Licenciaturas.

Lembrando que, dependendo da universidade que oferece o curso, a nota de corte pode ser bem diferente destes valores.

 

Nota de corte parcial

Outra forma de verificar suas chances de ser aprovado é acompanhar a divulgação das notas de corte parciais. Durante o período de inscrição do ProUni, o sistema calcula diariamente esta nota considerando os candidatos inscritos até aquele momento.

Você pode acompanhar a evolução da nota de corte e comparar com sua pontuação. Se suas chances não são muito boas, você pode mudar de opinião e se inscrever em outro curso. Isso pode ser feito quantas vezes você quiser, enquanto durarem as inscrições. Para a classificação geral, o sistema vai considerar a última opção que você salvou.

 

Quem pode participar do ProUni?

Para conseguir uma bolsa pelo ProUni não basta ter uma boa pontuação no Enem. As vagas são destinadas a quem ainda não tem um diploma de curso superior e que atenda a pelo menos um dos critérios a seguir:

  • Ter feito o ensino médio em escola pública.
  • Ter feito o ensino médio em escola particular como bolsista integral.
  • Ser pessoa deficiente.
  • Ser professor efetivo de escola pública e concorrer a uma bolsa para cursos de Licenciatura.

Além disso, existe um requisito de renda para cada tipo de bolsa:

  • As bolsas integrais (que cobrem 100% dos custos com mensalidades) são para candidatos que possuem renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa.
  • As bolsas parciais (que cobrem 50% dos custos) são para aqueles que possuem renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos por pessoa.

 

Veja também:

Como conseguir uma bolsa do ProUni

 

Vai se inscrever no ProUni? Conte para a gente para qual curso vai tentar uma vaga!


Comentários