dcsimg

Conheça 4 temas que podem cair na redação do Enem 2016


Nos dias 5 e 6 de novembro serão aplicadas as provas que podem decidir o seu futuro profissional. Mais de 8 milhões de candidatos se inscreveram no Enem 2016 e vão encarar, em um único fim de semana, 180 questões de assinalar e uma redação sobre algum tema da atualidade.

A pergunta é: você está preparado?

A redação é considerada uma das provas mais difíceis do Exame. Isso porque ela analisa o conhecimento do candidato sobre o tema, sua capacidade de análise, o grau de familiaridade com as normas cultas da língua e ainda exige a apresentação de uma solução para o problema.

Isso significa que, além de todas as disciplinas que precisa estudar para as provas, o candidato também tem que exercitar seu senso crítico, ficar por dentro de tudo de importante que acontece no Brasil e no mundo e, de quebra, transformar tudo isso num texto dissertativo-argumentativo em prosa, como é pedido no Enem.

O tema da redação deste ano, como sempre, é um segredo muito bem guardado.  O edital não traz uma lista de temas possíveis, o site oficial não dá uma pista e nem mesmo os professores de cursinho mais experientes sabem o que pode vir por aí!

Para ajudá-lo a fazer uma bela redação no Enem 2016 preparamos uma lista com alguns temas que têm boas chances de aparecer na prova deste ano. Confira:

1. O momento político brasileiro

Tem tanta coisa acontecendo no cenário político brasileiro que fica até difícil definir um tema específico. Por isso fizemos uma seleção de três assuntos importantes:

-Primeiro temos a questão do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O que ele significa para o Brasil? Lembre-se que, independentemente da sua opinião a respeito do tema, você precisa ter senso crítico e capacidade de analisar o problema pelos dois lados da moeda.-Outro tema político que pode cair na redação: o papel do Poder Judiciário no Brasil. Juízes têm que ser imparciais? Eles deveriam poder assumir cargos a partir de indicação política? Eles podem se posicionar politicamente a respeito de algum tema? O que as últimas ações tem nos mostrado a esse respeito? Quem julga os juízes?

-Por fim, a Lava Jato pode também ser abordada, direta ou indiretamente, na prova deste ano. Qual o papel dessa operação no combate à corrupção no Brasil? Aqui é bom reforçar um ponto: talvez o tema abordado seja mais genérico (como operações da Polícia Federal contra a corrupção, por exemplo), já que as provas do Enem devem estar prontas no meio do ano e não se sabe que rumo a Lava Jato terá até o dia da prova.

 

2. O papel e o futuro da mídia tradicional no Brasil

A mídia tradicional – jornais, TVs e rádios – provaram que ainda têm muito poder de fogo diante de todos os acontecimentos políticos que vêm moldando a história política brasileira nos últimos anos.

Em contrapartida, temos também uma grande organização por parte da sociedade conectada e uma crítica maior aos grandes canais de comunicação como jamais havíamos visto. Agora eles são publicamente contestados, com provas, e deixaram de ser os donos da verdade.

Pequenos sites, blogs e perfis em redes sociais conseguiram abalar a credibilidade de muitos desses gigantes e isso pode ter um efeito imensurável a longo prazo. Que rumos podem tomar os nossos grandes conglomerados de mídia, como a Rede Globo, o Grupo Folha, a Editora Abril? O que o futuro reserva para eles?

Diante dos últimos acontecimentos políticos, em que se viu uma clara partidarização dos canais, qual é o preço a se pagar por isso junto à audiência? A internet (e especialmente as redes sociais e blogs) pode mesmo ser uma ameaça à sobrevivência desses grupos?

 

3. A cidade para as pessoas

Esse é um tema que os profissionais que elaboram a prova do Enem gostam muito. Tem polêmica, exige mudança de pensamento histórico, é preciso uma forte vontade política para ser posto em prática e, principalmente, é parte importante para o desenvolvimento da cidadania no Brasil.

Com o crescimento das nossas cidades nos últimos anos, tivemos muito investimento voltado à criação de estradas, viadutos, prédios, shopping centers e grandes estruturas.

Só que agora estamos pagando um preço alto por isso: nossas cidades estão engarrafadas, com excesso de carros mesmo em municípios de pequeno porte. Os carros tomaram o espaço das pessoas. O transporte público tornou-se caro e ineficiente. A construção desenfreada de edifícios acabou com as áreas verdes urbanas, botou abaixo o patrimônio histórico arquitetônico, poluiu ou destruiu nascentes importantes. Ou seja: a qualidade de vida na maioria das nossas cidades está seriamente comprometida.

Só que agora começa um novo movimento, uma forma de pensar que estimula a pessoas a andarem a pé ou de transporte público, usar bicicletas, fazer programas ao ar livre, participar de festas de rua, etc.

É o início de uma nova forma de encarar a cidade, com pessoas mais inclinadas a usar o espaço público e lutar por mais qualidade de vida e segurança.

Observe quais movimentos estão acontecendo, especialmente em grandes centros urbanos (São Paulo e Rio de Janeiro, principalmente), cidades brasileiras que já adotam um modelo referência de desenvolvimento (Curitiba, só para citar uma) e locais pelo mundo que mudaram radicalmente seu jeito de ser (Bogotá e Medellín, na Colômbia, por exemplo).

 

4. A família brasileira

A adoção de crianças por casais homossexuais, a questão das mães solteiras, dos pais solteiros, dos que vivem juntos (sem ser casados formalmente), enfim, as inúmeras configurações possíveis de família são uma grande conquista social em inúmeros países. O reconhecimento dessa diversidade como grupo familiar equipara os direitos a todos – uma premissa básica da democracia.

O avanço do conservadorismo religioso travou a evolução dessa questão no Brasil e isso pode render um prejuízo social imenso, pois dificulta a adoção de crianças e pode não reconhecer um parceiro(a) como herdeiro natural em caso de morte, entre outros problemas.

Lembre-se que o Enem valoriza os direitos humanos – preconceito e argumentos puramente religiosos poderão render pontos a menos no seu texto.  

Veja também:

Quantos pontos são necessários para passar no Enem?

Que nota preciso tirar no Enem para passar no Sisu?

Dicas para uma boa redação no Vestibular e Enem

 

O que achou dos temas? Nossa dica é: inclua-os na sua lista de estudos e se tiver alguma dúvida compartilhe com a gente nos comentários!


comentarios Comentários